Conheça as possíveis causas para as dores musculares

Daniel Navas

As dores musculares podem surgir por conta do excesso de atividades físicas ou ser o sintoma de algumas doenças

O problema pode surgir a qualquer momento e as causas são bastante variadas. © iStokphoto.com / dima_sidelnikov


Dores musculares são um sintoma muito frequente, que pode ser desencadeado por diversos fatores. Bastante comum depois da prática de atividades físicas, o incômodo também pode ter como causa diversas doenças ou ser um efeito colateral de alguns remédios. 

"A dor muscular é uma dor que se localiza embaixo da pele, difusa, não é localizada em um ponto específico, são vários pontos ao mesmo tempo e que se espalha pelo corpo. Geralmente, aparece mais na musculatura ao redor da coluna (cervical, torácica ou lombar). Um grupo muscular que do muito é da bacia, quadril e do manguito também", esclarece Cristina Midori, clínica geral da Clínica Fares, me São Paulo.

As dores musculares, independentemente da causa, ocorrem por conta de um processo inflamatório nas fibras musculares, que podem se romper ou sofrer algumas fissuras, causando o tal incômodo por horas ou dias.

Dor muscular após atividade física

Um dos motivos mais comuns para as dores musculares é o excesso de atividades físicas. "Após qualquer exercício, ocorre uma lesão muscular que pode ser leve ou pesada. Geralmente, treinos intensos causam os tipos mais importantes de dores, pois há um comprometimento maior de fibras musculares." explica Sérgio Costa, ortopedista e coordenador da equipe de ortopedia do Hospital São Luiz, em São Paulo.

O incômodo pode aparecer algumas horas após o treino, mas atinge seu pico em 24h ou 48h. No terceiro dia a dor diminui, pois as fibras musculares se regeneram naturalmente. 

Dores musculares podem ser sintoma de doenças

Além do excesso de treinamento, o incômodo na musculatura pode ser decorrente de diversas outras causas:

  • Entorse e distensão muscular;
  • Doenças infecciosas (como gripe, dengue e diarreia);
  • Consumo exagerado de álcool;
  • Disfunção da glândula da tireoide ou paratireoide;
  • Fibromialgia.

“Ou até mesmo por conta do efeito colateral de medicamentos. [A dor muscular] É frequente no caso de uso de remédios para tratamento de colesterol e triglicérides”, aponta Cristina.

Especialistas reforçam, portanto, a importância de consultar um fisioterapeuta ou reumatologistas caso as dores persistam. Dessa maneira a causa será investigada e o tratamento correto poderá ser aplicado.

Para cada causa um tratamento diferente

A terapia para acabar com as dores musculares irá depender da causa do problema. Por exemplo, se a causa for o medicamento (para colesterol), o ideal é parar com o remédio e pedir para o médico indica outra droga.

“Se os incômodos surgiram por conta da disfunção da tireoide ou paratireoide ou por conta da fibromialgia, é preciso tratar os problemas com o uso de medicamentos e outras técnicas indicadas pelo profissional da saúde”, explica Tatiana Hasegawa, reumatologista do Centro de Qualidade de Vida (CQV), em São Paulo.

Já para as dores musculares decorrentes de excesso de exercícios, o ideal é repouso, alongamento, compressa fria e, em alguns casos, uso de anti-inflamatórios ou mesmo massagens nas regiões afetadas.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto