Amor e paixão: especialistas explicam a diferença

Ana Paula Cardoso
O coração é o mesmo, mas a forma de manifestar os sentimentos é o que faz a diferença entre o amor e a paixão
Diferença entre amor e paixão está na forma como os sentimentos de manifestam.
Na literatura, não faltam livros que tratam temas ligados ao amor e a paixão. As questões de relacionamento servem de inspiração a publicações que vão desde a autoajuda, passando pela culinária e até livros de viagem. Numa mistura de filosofia e dicas, um dos assuntos preferidos dos autores é retratar a diferença entre o amor e paixão. Mas afinal há diferença entre essas duas formas de se apaixonar?
 
Segundo alguns neurologistas, o amor e a paixão mobilizam áreas diferentes do cérebro um vez que estariam associados a um conjunto diferente de sentimentos. Desta forma, a diferença entre amor e paixão fica evidente na forma como se reage a cada um. 
 
“Em geral concebe-se a paixão como um sentimento avassalador. Já o amor é comumente reconhecido como uma emoção que associa entrega, confiança, paz e doação”, explica Camila Aloisio Alves psicóloga e professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis.
 

Fogo ardente e água corrente

E se tratando de paixão, o desejo de possuir a outra pessoa e também medo de perdê-la costumam ser intensos. E esta questão de insegurança excessiva com o possível término do relacionamento é um ponto praticamente unânime quando se fala em diferença entre amor e paixão.
 
“Quando esse conflito se dissolve, seja porque o desejo foi saciado, seja porque o outro não satisfaz às expectativas, a paixão tende a acabar. É chegado o momento em que a ‘fogueira apaga’ como dizemos no popular”, diz Camila.
 
Quando se ama, a entrega e confiança são os guias da relação, que se solidifica através do reconhecimento do outro enquanto sujeito e não como objeto de prazer.
 
”Costumo dizer que a principal diferença entre amor e paixão é como o fogo ardente e a água corrente. A paixão é fogo, essencial à vida, porém mais devastador. O amor é também essencial, mas, como a água corrente, é brando, sereno e transparente”, ilustra a psicoterapeuta Helena Monteiro. 
 
A psicóloga Camila Aloisio Alves indica ainda que a grande diferença entre amor e paixão pode estar no fato de, no amor, o intento ser o de alimentar uma vida juntos. “No amor, doar e receber afeto permeiam a construção dos relacionamentos”, diz a psicóloga. Já na paixão, a saciedade e o imediatismo são as formas mais evidentes de viver o sentimento.
 
Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto