E quando o parceiro tem ciúme dos amigos?

Ana Paula Cardoso

Especialistas explicam porque há pessoas que não controlam um sentimento de posse que não está relacionado à traição

Ciúme dos amigos tem raízes dentro das próprias emoções. © iStock


Nem sempre o ciúme se instala em função de uma traição iminente. Há quem não saiba lidar com os amigos, a família, o trabalho e, por vezes, nem mesmo com um hobby do parceiro. Sem contar o ciúme do cônjuge em relação aos filhos, que pode afetar o bem-estar e convivência de toda família. 

Este tipo problema é mais recorrente do que se imagina. Segundo a psicóloga e terapeuta familiar Helena Monteiro, na terapia de casal é comum ouvirem-se queixas de um dos cônjuges sobre ciúme não necessariamente relacionado a um possível "rival".

"Frases do tipo 'você gosta mais de jogar futebol do que de mim'. Ou 'você dá mais valor à sua mãe do que a nossa relação' são rotineiras na vida de muitos casais. Este sentimento de posse tem, por vezes, raízes emocionais profundas", explica a psicóloga.

Desvendando o ciúme de amigos

Quase incontrolável, o ciúme dos amigos dentro de uma relação amorosa nasce através de um processo nem sempre consciente. Segundo a terapeuta especialista em relacionamento Tatiana Auler, cada um de nós constrói crenças e valores baseada no modo como fomos criados. 

É como existisse um "DNA emocional", baseado na educação dos pais, no meio em que crescemos, entre outros. "Em geral, a pessoa coloca o objeto de ciúme (amigos, filhos etc) em um lugar no qual ela gostaria de estar, mas não consegue. Aquela falta dentro dela própria vem à tona através do ciúme", explica Tatiana.

Foi o que aconteceu com o casal Lucimar e Ênio Santos. Ele comerciante, ela professora, os dois casaram-se cedo. Após 5 anos de casados, Lucimar resolveu fazer um curso universitário e, através de colegas, se apaixonou por filmes europeus, mais alternativos e fora do grande circuito de exibição.

Seu marido, amante dos blockbusters americanos, não queria acompanhá-la às sessões e ela acabou fazendo de um colega de faculdade seu companheiro de cinema. O marido não entendia aquilo.

"Foi quase um ano de brigas intensas. Como o Ênio não gostava desses filmes, ele não via sentido em eu ir ao cinema com um amigo. Desconfiava de mim com o colega. Quase o casamento chegou ao fim". conta Lucimar.

Procurar em si a causa do ciúme

E, como explicou a terapeuta Tatiana Auler, Ênio acabou percebendo que sentia falta de estar no mesmo nível intelectual do amigo da esposa. E isso gerou insegurança.

"Ele sentia um complexo de inferioridade em relação ao amigo. E aí, a maneira mais simples era se escorar no ciúme", conta Lucimar. Através da terapia de casal,  os dois chegaram à conclusão sobre a causa do ciúme e foram buscar a solução.

"Ciume não é necessariamente uma coisa ruim. Ele pode ser entendido como um alerta sobre nossos limites porque, em geral, o ciúme advém de um sentimento que está fora de nosso controle. Por isso, o trabalho de autoconhecimento é sempre o primeiro passo para resolver qualquer problema de ordem emocional. Ciúme incluído", orienta Tatiana. 

Dicas para evitar ciúmes de amigos

No caso do casal que ilustra o artigo, ao perceber que era o medo de não corresponder às expectativas intelectuais da esposa a causa do ciúme, Ênio passou a acompanhar a mulher às sessões de cinema. E atualmente também aprecia outros tipos de filme.

Portanto, as dicas básicas para um casal enfrentar ciúmes em relação aos amigos:

  • pergunte-se o porquê de o objeto de ciúme lhe incomodar tanto. As respostas, na maior parte das vezes, estão dentro de cada um;
  • tente se interessar por aquilo que seu parceiro gosta de fazer. Mesmo que não seja um tema que você domine, mostre-se interessado. É possível que realmente passe a achar interessante;
  • caso os momentos compartilhados entre seu amor e o amigo sejam realmente relacionados a coisas pelas quais não se entusiasme, entenda o lado positivo disto: você não precisará se forçar a nada;
  • admire seu amor por sua capacidade de fazer amigos e de ter uma vivência social. Não ser alguém voltado somente para a família é saudável e mais atraente.
     

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto