Veja 5 sinais de que o relacionamento caiu na rotina

Ana Paula Cardoso

A desatenção em não perceber esses sinais é o primeiro deles!

A desatenção: um grande sinal que a relação caiu na rotina. © iStockphoto.com/forgiss


Quando as pessoas se unem pelo sentimento, parece que nada será capaz de fazê-los separar. E se pudéssemos definir para que serve o amor, certamente diríamos: é fazer a vida ficar mais animada. Mas somos humanos e tendemos a nos deixar cair na rotina. E o maior  perigo é quando o amor entra na zona de conforto.

"Faz parte do instinto natural, de sobrevivência mesmo, as pessoas se acomodarem. Seja profissionalmente, com a família, com os amigos. Passamos a 'ligar o piloto automático' e deixamos de cuidar das relações que nos são caras. Quando isso ocorre nas relações românticas, o preço pode ser o fim". alerta a psicóloga e terapeuta de casais Helena Monteiro.

Rotina X desatenção

Na letra da célebre canção de Chico Buarque, "Gota d'Água", há um verso que diz "E qualquer desatenção, faça não. Pode ser a gota d'água". Na opinião de especialistas, a falta de atenção às pequenas coisas é o primeiro sinal de que a rotina ofuscou a delicadeza da relação.

"Rotina também não deve ser tão demonizada. Ter um dia a dia mais tranquilo, sem os arroubos da paixão, pode levar a uma relação mais saudável. O que não deve existir é quando um torna-se 'invisível' ao outro", completa Helena.

Os 5 sinais da rotina daninha ao amor

Na opinião da psicóloga, prestar atenção aos sinais é o primeiro passo para não deixar o amor morrer. Depois, vale a pena lançar mão de algumas ideias para esquentar a relação a dois. Mas antes, veja alguns dos sinais de que o relacionamento caiu na rotina e você nem percebeu.

1) Falta de atenção. Um corte de cabelo radical (fios na cintura que agora nem cobrem a nuca), a roupa nova que você tinha sugerido que o(a) parceiro(a) comprasse, ou quando a pessoa tira o aparelho dos dentes, chega em casa, abre um sorriso. E tudo isso passa despercebido. Acreditem, tratam-se de histórias reais contadas por casais. "Nada mais evidente de que um perdeu o olhar para o outro são esses exemplos. O outro olha, mas não enxerga. Sinal que a rotina venceu", diz a psicóloga.

2) Desânimo. Isso acontece quando nenhum programa a dois faz mais sentido ao casal. Nada de sair para jantar juntos, se podem comer na cozinha. Cinema? Para que, se fizeram investimento no home theater? Ter uma vida social, sair e olhar o mundo do lado de fora do 'ninho' é bom para reafirmar valores, sonhos e objetivos de vida. 

3) Deixar de ser prestativo. Antes era um prazer dar uma carona para que o outro não precise dirigir todo dia. Depois, desviar 1 quilômetro do percurso já vira um sacrifício sem precedentes. Afinal, pode-se pegar um táxi. Mas a solidariedade a dois e a empatia do casal é um dos grandes segredos para manter a chama acesa.

4) Deixar pra lá. Segundo a terapeuta de casal, só uma coisa pior que as brigas entre casais: é a falta de briga. "Quando as pessoas desistem de dizer o que vai mal, também perdem a vontade de fazer elogios. A rotina pode transformar as pessoas em um casal de mudos. E isso pode ser uma bomba relógio, prestes a explodir como o fim do relacionamento", avisa  helena.

5) Sexo? O que é sexo? E por último, mas não menos importante, o melhor termômetro para medir o quanto um casal caiu na rotina é a frequência e a qualidade do sexo. "Há casais que são ótimos parceiros em vários aspectos, mas não transam mais. Isso é grande um sinal de acomodação. Sexo é importante e o risco é esse marasmo sexual acabar em traição de um dos parceiros", alerta Helena.
 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto