Quebrando tabus: 10 mitos sobre o orgasmo

A redação
Aaah, o orgasmo... O ponto alto das sensações em matéria de sexualidade ainda está cheio de ideias preconcebidas. Veja 10 mitos que devem ser esclarecidos para derrubar tabus e desfrutar do prazer ao máximo
Desmistifique alguns fatos sobre o orgasmo para desfrutar ainda mais desse momento de prazer.

1. A finalidade do sexo é sempre chegar ao orgasmo
Falso. O orgasmo não é um fim em si. O que conta é o momento. É possível (e normal) aproveitar a relação sem chegar ao orgasmo. Faz parte da magia do amor. 
 
2. Existem muitos tipos de orgasmos 
Verdadeiro. O mais comum e popular é o clitoriano, seguido pelo vaginal, que é menos conhecido e menos fácil de alcançar. Algumas sortudas conseguem atingir o orgasmo duplo, clitoriano e vaginal ao mesmo tempo, muito intenso e duradouro. E enfim, há o orgasmo múltiplo, em que a pessoa chega ao sétimo céu várias vezes, uma seguida da outra.
 
 
3. Existem dois tipos de mulheres: as “vaginais” e as “clitorianas”
Falso. Todas as mulheres podem chegar ao orgasmo através desses dois estímulos. O orgasmo clitoriano é mais fácil de identificar, porque é curto, mais fácil de provocar e causa espasmos, entre outras sensações. O orgasmo vaginal, por outro lado, é mais longo e mais difuso, podendo dar a impressão de "ressaca" após atingi-lo.
 
4. Um orgasmo clitoriano é inferior a um orgasmo vaginal
Falso. Não, não e não! A sensação é apenas diferente. Além disso, certas mulheres preferem o orgasmo clitoriano, enquanto outras, o vaginal. 
 
5. O orgasmo pode acabar com o soluço 
Verdadeiro. Atingir o orgasmo através da masturbação pode mesmo interromper um soluço incômodo. Testado e aprovado. 
 
6. As mulheres gozam com menos facilidade que os homens
Falso. As mulheres podem gozar tanto quanto os homens. O tabu em torno da sexualidade das mulheres leva muita gente a cair nesse mito. Grande aliada do prazer feminino, a masturbação leva as mulheres a conhecerem o próprio corpo e ainda ajuda os homens a descobrirem as preferências da parceira. 
 
7. Se a mulher não atinge o orgasmo, a culpa é do parceiro
Falso. Mesmo que o parceiro possa ajudar a alcançar o orgasmo de diversas maneiras, cabe também à mulher dizer o que ela gosta e o que não gosta na cama. Nunca é demais repetir: a comunicação é essencial na sexualidade de um casal e algumas dicas na hora H são sempre bem-vindas.
 
8. Mulheres que se masturbam com frequência têm mais chances de atingir o orgasmo com um parceiro 
Verdadeiro. As mulheres que desenvolveram o hábito de se masturbar até chegar ao orgasmo têm mais chances de atingir o orgasmo durante o sexo com um parceiro. A masturbação é um meio de conhecer as necessidades sexuais pessoais e a maneira de satisfazê-las.  
 
9. Orgasmo, uma passagem para a felicidade?
Verdadeiro. No momento do orgasmo, nosso organismo é estimulado a produzir endorfina, susbtância responsável pela sensação de prazer e bem-estar – assim como acontece durante as atividades físicas.
 
10. O orgasmo reduz os riscos de câncer de mama
Verdadeiro. O orgasmo é realmente benéfico para a saúde feminina: além de secretar a "molécula do prazer", ele libera também um hormônio especial: a ocitocina, que reduz de maneira considerável os riscos de câncer de mama.
 
Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto