Comidas afrodisíacas: veja 6 alimentos que ajudam no desempenho sexual

Ana Paula Cardoso

Conheça algumas comidas afrodisíacas e apimente a relação

 

Comidas afrodisíacas têm propriedades estimulantes e preparam o corpo para o sexo.


Os fatores que influenciam o desejo sexual são certamente bastante complexos, mas muitos médicos reconhecem as propriedades estimulantes de certos alimentos ou temperos.

Comidas afrodisíacas, de acordo com especialistas, não curam disfunções sexuais, mas podem combater a fadiga, aumentar o vigor físico e contribuir para a ejaculação do homem e lubrificação da mulher.

Mesmo que seja apenas uma brincadeira, o certo é que, quando se está bem acompanhado, esquentar o menu com certos alimentos pode ser um tempero não só para o prato, mas para o que virá após a sobremesa.

De jantar romântico a almoço simples, ou mesmo um fortuito encontro na cozinha para um aperitivo, há variadas possibilidades gastronômicas para se montar um cardápio afrodisíaco.

Abaixo seis opções de alimentos indicados para esquentar a refeição a dois. 

1) Ostra

As propriedades estimulantes das ostras estão associadas à quantidade de zinco presente no alimento, que favorece a disposição física e o aumento da energia corporal.

2) Gengibre

O gengibre tem propriedade vasodilatadora, que auxilia na irrigação sanguínea da região genital, estimulando tanto a ereção masculina quanto a lubrificação feminina.

3) Cereja

As frutas vermelhas em geral estimulam a produção da adrenalina, hormônio que atua como neurotransmissor responsável por acabar com a fadiga. A produção deste hormônio deixa o corpo mais preparado para grandes esforços. Ao comer cereja, morango ou framboesas, não faltará disposição para o prazer!

4) Aspargo

Além de também promover a vasodilatação, o aspargo é rico em magnésio, importante para a produção de serotonina, o hormônio do bem-estar, fundamental para a libido. Sem contar que seu formato fálico pode estimular ainda mais a brincadeira.

5) Pimenta

Apimentar a relação é uma expressão usual que quer dizer justamente ativar a chama do desejo. A pimenta aumenta a  frequência cardíaca e funciona como um aditivo para a sensação de excitação.

6) Amendoim

A fama desta oleaginosa não existe impunemente. Trata-se de um alimento energético, com grande quantidade de vitamina B3 que colabora para a vasodilatação sanguínea. Foi um dos primeiros alimentos a serem estudados por seus efeitos no aumento da libido e do apetite sexual.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto