Lubrificantes íntimos na hora do sexo: saiba como usar

Ana Paula Cardoso
Entenda quais são os tipos de lubrificantes íntimos e como usá-los para prolongar o prazer

Lubrificantes íntimos à base de água são os mais recomendados.


Na hora do sexo, muitas vezes a mulher tem desejo mas não está suficientemente excitada. Nestes casos, o uso de lubrificantes íntimos pode ser a solução. Diferente dos homens, que apresentam uma excitação evidente, em forma de ereção, a excitação feminina acontece de forma discreta, através da lubrificação vaginal.

Enquanto em alguns casos as mulheres têm lubrificação intensa, a ponto de ser considerada uma ejaculação feminina, há momentos em que a vagina não produz a umidade suficiente para tornar prazerosa a penetração.

“Os lubrificantes íntimos devem ser usados no sexo vaginal sempre que a mulher se sentir ressecada, para evitar dor, ou na prática do sexo anal”, orienta a médica ginecologista Cristina Carneiro.


Lubrificante íntimo mais indicado

Os três tipos de lubrificantes íntimos mais comuns são:

  • lubrificantes à base de água;
  • lubrificantes à base de silicone;
  • lubrificantes à óleo ou petróleo.

Muitas pessoas acreditam que usar o produto pode causar alergias ou alterações na flora vaginal. Os ginecologistas não confirmam estas afirmações, embora seja preciso ter cuidado quando o homem ou a mulher tem alguma alergia a um dos componentes do produto.

Os lubrificantes à base água são menos densos e podem ter efeito menos duradouro durante a fricção do pênis. Já aqueles à base de silicone e de óleo ou petróleo são mais espessos e duradouros. Porém, o primeiro é mais propenso a causar alergias, enquanto o segundo não é recomendável por reagir ao látex, material do qual é feito a camisinha, facilitando a ruptura do preservativo.

“O lubrificante íntimo deve sempre ser à base de água.  Primeiro por ser menos irritante. Depois, porque não interferem no látex dos preservativos”, explica a Dra. Cristina Carneiro.  A grande vantagem deste tipo de lubrificante é o fato dele ser hipoalergênico (não provocar alergia).

Lubrificante íntimo nas preliminares

Outro mito que precisa ser contestado é o de que que a mulher que usa o produto tem libido baixa ou problemas de frigidez. Isso não é verdade. Os lubrificantes íntimos são benéficos para prolongar o prazer sexual, gerando mais conforto quando o organismo está cansado, mas o desejo ainda persiste. 

O ideal é ter sempre à cabeceira da cama um à base de água. Eles podem ser usados durante as preliminares ou em brincadeiras sexuais com os chamados 'brinquedinhos' sexuais, como vibradores. 

O uso desse produto pode ser  incorporados e adaptado à rotina sexual de cada casal, da maneira mais adequada ao prazer.
 
Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

1 comentário

Mas como assim como a pessoa colocar o lubrificante no anal