Saiba o que são feromônios e como eles afetam a atração sexual

Ana Paula Cardoso
Entenda como a química corporal explica a atratividade entre as pessoas

Feromônios são um conjunto de substâncias que dão a 'química' da atração sexual.


De acordo com a etimologia, a palavra feromônio vem do grego phero, que significa 'transmitir', e da expressão hormona, também de origem grega (ὁρμή), que significa 'excitar'. Em síntese, classifica-se feromônio - ou feromona - conjunto de substâncias químicas que, disseminadas entre seres de uma mesma espécie, promovem reações específicas em seus indivíduos. 

Em se tratando de atração sexual, seriam os feromônios responsáveis pela chamada 'química', tão comum entre casais que encontram a felicidade na vida sexual. Essa mistura de componentes químicos, segundo especialistas, afeta desde o cheiro (principal evidência da presença dos feromônios) até mesmo gestos, postura, olhar e forma de exercer a sedução. 

Não por acaso, existem pessoas consideradas fora do padrão vigente de beleza estética que são consideradas mestres na arte de 'exalar charme'. Diferente do que muitos pensam, feromônio não é um hormônio produzido pelo corpo. Trata-se de uma fragrância individual do corpo e não há uma justificativa lógica nem intelectualizada que confirme quais feromônios teriam maior ou menor capacidade atrativa.

"Feromônios são uma composição, uma combinação de várias partes. Eles são a disposição, a produção e a condição corporal que englobam não só odor, mas o gestual, a postura o comportamento, o olhar e uma série de aspectos individuais que propiciam essa atração aos outros", explica o médico ginecologista e especialista em sexualidade, Marino Pravatto Júnior. 

Feromônio motiva união 

A sintonia de atratividade causada pelos feromônios explica, e até valida, o senso comum de atribuir uma 'química' perfeita aos casais que conseguem manter a chama da sexualidade acesa no casamento, mantendo a libido em alta mesmo após anos de convivência. A química dos feromônios é algo que motiva a união.

"A ciência defende que a atração entre as pessoas seja fruto de uma sintonia entre essa conjunção de fatores que determina os feromônios. As pessoas sentem vontade de ficar mais próximas, de ficarem juntas, quando valorizam o conceito da sexualidade. Os feromônios, além de serem os primeiros sinais, influenciam até na decisão de o casal permanecer junto por mais tempo", explica o Dr. Pravatto Júnior.  

Como se trata de um fenômeno orgânico, especialistas desconhecem o efeito de alguns perfumes oferecidos no mercado que dizem 'conter feromônios'. Segundo o médico Pravatto Júnior, isso não seria possível por não se tratar de uma substância química isolada. 

"Mas os feromônios são ativados quando uma pessoa usa um perfume que combina com sua pele. Aliás, os feromônios explicam um pouco por que algumas fragrâncias caem tão bem com umas pessoas e já nem tanto com outras", diz o médico. 

Embora os valores de atratividade variem para cada indivíduo, alguns estudos científicos defendem que a comunicação química, verificada nos animais, parece existir entre os seres humanos também, ainda que em menor escala. No entanto, mesmo os cientistas que conduzem estas pesquisas alertam que não se deve ter uma visão reducionista do que engloba atratividade sexual humana.

Aspectos sociais, culturais e as experiências contam muito na hora da escolha de um companheiro de vida. Os feromônios ajudam na decisão, mas a atração intelectual e de objetivos de vida são tão importantes e também influenciam na atratividade dos casais.

Copyright foto: iStock

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto