Casais que se exibem nas redes sociais extravasam suas fantasias e fetiches

Ana Paula Cardoso
A publicação de fotos íntimas de casais pela internet, quando permitidas, é um fetiche sexual de sentir prazer ao ver quem se ama sendo desejado 

Casais e as redes sociais: exibicionismo para alimentar fetiches sexuais.


A atriz Luana Piovani teve seu bumbum exibido na rede social Instagram recentemente. Quem postou a foto nua de Luana foi o próprio marido, Pedro Scoobuy. Um mês antes, foi a atriz  quem exibira seu companheiro em uma foto com o bumbum de Scooby de fora. O episódio do casal famoso é apenas uma ilustração de uma tendência atual: casais que gostam de se exibir nas redes sociais.

Especialistas não classificam esta prática de exibicionismo como uma parafilia (comportamento sexual inaceitável) a prática de divulgar situações íntimas dos casais. Para a psicóloga e especialista em sexualidade, Tatiana Presser, exibir-se pode ser desde uma brincadeira até um fetiche, mas certamente não há nada anormal nisso. 

"A exibição de casais nas redes sociais  tem raízes no prazer que se sente em ver o parceiro ou parceira desejado (a). São muito mais frequentes os casos de homens sentirem prazer ao ver sua mulher desejada, sendo muito mais comum do que se pode imaginar", conta Tatiana. 

Segundo a sexpert, as mulheres também podem ter este tipo de fetiche, caso de Luana Piovani quando mostrou a corpo nu de seu marido, mas a predominância acontece mesmo com o gênero masculino.  Tatiana explica ainda que, muitas vezes, os homens travam uma guerra interna entre o sentimento de posse (ciúme) e o atestado de macheza (ego). 

"O homem gosta de andar com uma bela mulher ao lado, gosta de mostrá-la para todos, excitando-se ao pensar que ela pode satisfazer muito bem outros homens, porém vai para casa com ele. Ou seja: é como se, na cabeça dele, estivesse exibindo os poderes da sua mulher e deixando os outros homens com água na boca", explica Tatiana Presser . 

Fetiches nas redes

Segundo a psicóloga, a internet acabou servindo como uma forma de os casais praticarem o exibicionismo sem ferirem as regras de conduta. Quando um casal posta uma foto erótica, no caso de os dois consentirem com a publicação, eles não estão cometendo nenhum crime como atentado ao pudor ou porn revange.

"A internet e as redes sociais proporcionaram aos exibicionistas um espaço muito mais seguro do que as opções que havia antes. Nem todos os fetiches ganham essa recompensa imediata no mundo virtual, mas certamente encontra-se outras pessoas com desejos em comum. Só isso já é um grande alívio", explica Tatiana Presser.

Com o subterfúgio de estarem abrigados atrás da tela do computador, muitos casais acabam deixando-se levar pela fantasia sexual de mostrarem seus corpos a quem não faz parte da relação. E os fetiches do exibicionismo e do partilhamento do cônjuge ganham a possibilidade de serem manifestados de forma mais branda.

Menos riscos nas redes sociais

"No fim das contas, é o papel de poderoso e dono da mulher que os estimula. É como se estivessem dizendo: olha bem, aproveita, ela é linda e gostosa, pode aproveitar à vontade o visual, mas quem vai fazer sexo com ela sou eu”, conta a coordenadora de programação do canal de filmes eróticos Sexy Hot, Marcela Leone.

Também há as mulheres que gostam de ver seus homens transando com ela e outra mulher, como se para mostrar 'olha como ele dá conta'. Ainda assim, são os homens que se excitam mais na situação de compartilhamento de um dos membros do casal, afirmam as especialistas.

Um exemplo é outra fantasia comum entre casais, citada por Marcela. “Uma prática considerada excitante no universo da sexualidade é o chamado sharing wife (partilha de esposa). É quando o marido leva a mulher para uma casa de swing e ele se excita ao vê-la transando com outros homens”, explica a coordenadora do Sex Hot.

Já os casais menos ousados costumam lançar mão da internet para extravasar o sharing wife. No caso, a mulher faz sexo virtual com outro homem, masturbando-se diante da câmera - e ele para ela - enquanto o companheiro assiste a tudo.  

Através da internet, os casais têm a possibilidade de experimentarem esses fetiches, sem necessariamente concretizarem na prática. Basta uma câmara, uma rede de internet e muito desejo.  

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

1 comentário

Olá. Este poste até parece que meu meus desejos, incrível! 

Vcs tem algum site ou pessoa que podemos experimentar o exibicionismo?