Estimule o clitóris seguindo 5 dicas preciosas

Ana Paula Cardoso

Parte mais sensível da anatomia sexual feminina, o clitóris deve ser estimulado com cuidado para levar a mulher à loucura

Estimular o clitóris é uma arte.


Numa espécie de disputa que envolve a própria anatomia feminina, muitos buscam pela diferença entre orgasmo vaginal e orgasmo clitoriano. Nesta briga na qual não há perdedores (afinal, todos ganham em busca do prazer!) o clitóris, pequeno órgão sexual feminino localizado na parte superior da vulva, ganha o status de soberano do prazer feminino.

"No caso da mulher, não existe diferença entre orgasmo vaginal e clitoriano. Orgasmo é um fenômeno único. Porém, o órgão responsável por seu desencadeamento é o clitóris e não a vagina", afirma a sexóloga Rosenilda Moura Silva.

Sabendo que o dono da festa é mesmo o misterioso 'botãozinho' que ainda causa dúvidas de como deve ser manipulado, preparamos um pequeno guia de como garantir os orgasmos da mulher.

Uma ajudinha para achar o clitóris

Para começar, tudo é uma questão de força, movimento e pressão. Infelizmente, os homens não têm se mostrado muito hábeis em equilibrar os três movimentos. "O que não é raro é que os homens não sabem como funciona a sexualidade da mulher de um modo em geral", diz o ginecologista e especialista em sexualidade Marino Pravatto Júnior.

Por isso é extremamente importante a ajudinha dela para mostrar o caminho do prazer. Primeiro porque as vaginas têm anatomias distintas, então, o que o moço aprendeu com uma mulher pode não servir exatamente da mesma forma para outra.

Depois, através do seu próprio autoconhecimento fica mais fácil exigir uma boa performance do parceiro na manipulação do clitóris. "Então por isso é conveniente que ela precisa se conhecer primeiro, através da masturbação, até para ajudar o companheiro a lhe dar prazer", ensina o Dr. Marino.

As 5 dicas de como estimular o clitóris

Cada mulher tem sua peculiaridade. Umas são mais sensíveis, outras menos. Mas por regra geral, cinco passos são indispensáveis a quem não quer dar vexame na hora de estimular o clitóris. Vamos a eles:

1) Regue. O ponto chave para agradar na manipulação clitoriana é a lubrificação da vagina. Muitos parceiros pensam que devem ir direto ao ponto. Não. O grande erro é justamente achar que é o dedo ou língua no clitóris que vai gerar a excitação. Isso deve ser feito antes, com palavras, carinhos e outras tantas maneiras;

2) Espalhe o mel. Uma vez que as preliminares deixaram o órgão genital feminino bem molhado, é hora de levar o dedinho e, suavemente, espalhar todo o  líquido produzido pela excitação feminina pela vagina, chegando até a fenda de peles que cobrem os pequenos lábios. Ali espalhe o 'mel' suavemente;

3) Rodeie. A própria parceira pode dizer ou quem manipula o clitóris percebe a reação. O importante é rodear bem, sem pressionar com força, até encontrar o órgão. Ali chegando, faça movimento circulares com os dedos ou a língua, sempre de forma suave;

4) Aperte.  Sim, pode apertar, mas lembre-se: não é uma campainha. Nada de pressionar o dedo com força ou impaciência. Esse é o momento de perceber bem a reação da parceira. Uma boa forma de aprender como é o ritmo de estímulo clitoriano que a leva ao prazer é pedir para que a mulher se masturbe na sua frente. Caso o parceiro se excite, pode se masturbar também, mas a ideia aqui é a observação, para aprender realmente como se faz;

5) Esfregue. A maior parte das mulheres chega ao orgasmo pelo clitóris através da fricção no órgão. A sensação de clímax pode ser definida como contrações rítmicas e involuntárias, a intervalos regulares que variam em média de 3 a 10 segundos. A própria parceira pode ditar o ritmo, colocando sua mão sobre a do parceiro e conduzindo. Uma vez que chegou ao modo ideal para a manipulação do órgão, deixe por conta dele. 

Para finalizar, mas não menos importante: cabe a mulher nunca se deixar manipular o clitóris quando não estiver sendo prazeroso ou confortável. Ao homem, saiba que tão logo a mulher chegue ao orgasmo, é preciso parar de mexer na região, que fica muito sensível, pelo meno por algum tempo. 

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto