Histórias de sexo: 3 mulheres contam como viveram suas melhores transas

Ana Paula Cardoso

Conheça as experiências vividas por mulheres que tiveram a coragem de romper a repressão e colocaram em prática ousadas fantasias sexuais

Uma pitada de ousadia leva mulheres comuns a viverem histórias de sexo dignas de contos eróticos.


Qual foi sua melhor transa? Uma pergunta poucas vezes respondida rapidamente. As melhores histórias sexuais costumam mesmo serem guardadas, trancadas a sete chaves. Principalmente pelas mulheres, ainda por enfrentarem um mundo machista e temerem revelar - ou mesmo viver - suas mais simples fantasias sexuais.

Mas A Revista da Mulher resolveu não deixar passar em branco a questão. Para isso, provocamos nossas leitoras e as convidamos a cotarem histórias de sexo, nas quais descreveriam como aconteceu sua melhor transa. O resultado foi muito interessante.

Histórias de sexo para servir de inspiração

Como infelizmente não há espaço para contar todas, selecionamos as três transas mais trepidantes, para o deleite coletivo. E se uma música diz que toda forma de amor vale a pena, não seria diferente com toda história de sexo...

Os nomes foram omitidos a pedido das mulheres que nos presentearam com suas histórias. Veja  a seguir e delicie-se com a  ousadia e o clima de excitação que levaram estas mulheres aos melhores orgasmos de suas vidas.

1) Um domingo com um desconhecido

"Acordei em um domingo com vontade de fazer sexo. Procurei na internet um site de pessoas em busca de sexo casual, mais pela ideia de me inspirar para a masturbação que necessariamente para encontrar alguém.  

"Acabei iniciando uma conversa mais simpática que erótica e o desconhecido do outro lado me pergunta se eu gostaria de ligar a câmera. Eu lhe disse que ainda estava na cama, não tinha sequer levantado. E ele também estava assim. Ligamos a câmera e a atração imediata foi mútua.

"Ele me fez uma proposta ousada: ir para minha casa levando um pão para o café da manhã. Eu deveria continuar na cama, como estava e ele entraria pela porta (deixada aberta) - e iria até meu quarto. Faríamos amor e depois tomaríamos café. Aceitei, tomando algumas precauções, como adicioná-lo em redes sociais e avisar a um amigo que chamasse a polícia se eu não me comunicasse em uma hora. Ele chegou, continuou vestido, me acariciou e me fez sexo oral. Depois se despiu e tivemos uma transa maravilhosa. Não lembro mais o nome dele, mas não precisei da polícia..."

2) Meu melhor orgasmo foi em uma masturbação

"Eu fazia um MBA no qual fiz amizade com um homem extremamente gentil. Embora o achasse bonito, não havia atração pois ele era casado e nunca me passou pela cabeça outra coisa que não uma amizade.

"Como ele é engenheiro e eu psicóloga, um dia meu computador teve um problema e ele se prontificou a me ajudar. Como eu morava perto da universidade, ele passou na minha casa para ver meu notebook. Tudo corria bem, começamos a conversar sobre amenidades até que, não lembro bem por que, ele me perguntou o motivo de eu não ser casada e acabou me contando seus problemas sexuais com a esposa, que não gostava de fazer sexo com ele pois tinha medo de engravidar após a terceira filha ter nascido com deficiência psíquico-motora.

"Muito católico, ele me disse que ela não tomava pílula e ele não faria sexo com outra mulher, mas se masturbava muito. E me disse que se masturbou várias vezes pensando em mim. Eu lembro de ter perdido a fala de tanta excitação. Tomada por este estado, sentindo a intensa lubrificação na vagina, propus ficar nua na frente dele para que ele pudesse ter mais inspiração. O rosto dele ficou tão iluminado que eu não hesitei. Ele pediu se eu poderia abrir as pernas e me masturbar para ele. Fiz sem hesitar e ele me guiando com sua bela voz.

"Ele continuou vestido, não me tocou em nenhum momento, apenas colocou seu pênis para fora da calça e se masturbou também. Gozamos juntos. Ele continuou meu amigo e ainda mais próximo. Nunca me pediu para fazer isso de novo, mas sempre me agradeceu pelos momentos de masturbação a dois que tivemos juntos".

3) Transei com meu marido em frente a outro homem

"Quando me casei, aos 26 anos, nunca me passara pela cabeça a ideia de frequentar um clube de swing. Mas após 10 anos de casamento, sentia-me um pouco entendiada no sexo. Com duas filhas pequenas, a rotina pesada, acabei perguntando ao meu marido se a gente não teria como incrementar nossa relação. Ele me disse que nunca teve coragem de me contar, mas tinha uma fantasia de transar na frente de outras pessoas. A ideia do exibicionismo me excitou e decidimos ir a uma festa de troca de casais.

Acontece que naquela noite era também a noite dos solteiros e havia, naturalmente, mais homens que mulheres sozinhos. Um homem muito atraente não tirava os olhos de mim. Meu marido percebeu e perguntou se ele poderia convidá-lo a se aproximar. Disse que sim e meu marido fez sinal para irmos a um quarto privado. Lá o homem disse a meu marido que eu era muito sexy e que ele era um homem de sorte. Isso me excitou bastante e 'nosso companheiro' começou a se masturbar enquanto eu e meu marido tivemos uma transa como nunca havíamos tido. Gozamos os três praticamente juntos. Até hoje me excito só de lembrar daquela noite..."

Copyright foto: iStock 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto