Tenho dificuldade de chegar ao orgasmo e meu marido me culpa

A falta do prazer feminino, na maioria das vezes, não é responsabilidade da mulher. O parceiro pode estar sendo inábil na condução da relação sexual


Dúvida da leitora: Tenho dificuldade de chegar ao orgasmo e meu marido me joga isso na cara. É uma coisa insuportável, me incomoda muito. Não consigo ter prazer, já conversei e por isso estou perguntando. Queria muito conseguir chegar ao orgasmo...

Infelizmente, temos nesta leitora mais um exemplo de uma mulher que passa pela incapacidade de atingir um orgasmo. E, no caso específico, ainda com o agravante de ter um companheiro aparentemente nada sensível às dificuldades de sua parceira.

Como já explicado a outras leitoras que nos procuraram, a dificuldade de chegar a um orgasmo não é um problema que se possa resolver numa simples resposta. Requer investigações médica e psicoterapêutica minuciosas.

Afinal, traumas e algumas doenças ginecológicas são alguns fatores impeditivos para a mulher conseguir ter o relaxamento necessário e, assim, sentir os prazeres do orgasmo. Mas a minha experiência clínica mostra que a maioria dos casos relacionados à dificuldade do orgasmo feminino está ligada a fatores externos.

A repressão à sexualidade feminina é um deles. As imposições sociais referentes ao comportamento feminino acabam por levar a mulher a não se conhecer sexualmente. Ou ela não pratica a masturbação ou não teve outras experiências, sendo cerceada neste autoconhecimento tão importante.

Falta de sintonia entre o casal

Outro fator muito relacionado ao fato de a mulher não conseguir chegar a um orgasmo é mesmo a falta de sintonia entre o casal. No casamento
ou em qualquer relacionamento (mesmo o de curta duração) não se chega  a um orgasmo sozinha.

Alguns estudos têm apontado, inclusive, que em sociedades onde há maior desigualdade de gêneros, a vivência orgástica das mulheres é mais comprometida. O ideal, portanto, é a leitora tentar saber do que gostaria de viver no sexo.

A partir deste processo de investigação com ela mesma, será possível uma tentativa de diálogo, a ponto de estimular o companheiro a ajudá-la a, juntos, superarem este problema de falta de orgasmo.

Também tem alguma dúvida sobre sexualidade? Envie suas perguntas para o Dr. Marino Pravatto Júnior através do email redacao@arevistadamulher.com.br

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto