Existem perigos na prática de sexo anal?

Risco da prática é a flora bacteriana do ânus contaminar a vagina. Mas basta seguir alguns cuidados e o prazer está garantido!


Dúvida da leitora: Quais são os perigos do sexo anal?

A pergunta é interessante, pois do ponto de vista médico, não existe exatamente um perigo, mas é preciso ressaltar alguns riscos da prática do sexo anal.

Isso porque, mesmo com os maiores cuidados de higiene, a região da chamada ampola retal, justamente a parte que começa no ânus, apresenta inúmeras bactérias.

Então, o cuidado básico e mais importante é, após praticar sexo anal, não voltar a ter relação vaginal. Caso contrário, pode-se contaminar a vagina: as bactérias presentes nesta região do intestino são 'transportadas' pelo pênis até o órgão sexual feminino.

Isto torna o uso da camisinha na relação anal definitivamente imprescindível. Então, acabou a penetração no ânus, o homem retira a camisinha e põe outra, caso a relação sexual continue com penetração vaginal ou sexo oral.

Fissuras ou hemorroidas impedem o sexo anal

Outro risco sério é para pessoas que apresentam quadro de fissura anal ou hemorroida. A fricção do ânus nos esfíncteres pode agravar o problema. Outro ponto frequentemente relatado pelas mulheres na vivência clínica é de sentirem dor.

Mas quando as mulheres conseguem ter essa experiência do sexo anal, em geral, elas sublimam o desconforto. A dor passa a ser associada ao prazer e à satisfação do parceiro, o que a faz suportável.

E isso não é nenhum tipo de problema, visto que na relação sexual consentida entre duas pessoas, o prazer do outro é um dos fatores mais estimulantes da excitação. Desde que ambos tenham o mesmo desejo de dar e receber prazer.

Também tem alguma dúvida sobre sexualidade? Envie suas perguntas para o Dr. Marino Pravatto Júnior através do email redacao@arevistadamulher.com.br

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto