Sexo casual: aprenda a ter muito prazer sem apegos nem tabus

Ana Paula Cardoso

Sem deixar de cuidar da saúde, usando camisinha, e do emocional, evitando ilusões, o sexo casual faz a vida ter mais prazer

Sexo casual: os dois devem estar cientes que o objetivo da relação é única e exclusivamente o prazer. © iStockphoto.com


No livro ABC do Amor e do Sexo, os médicos americanos e especialistas em sexualidade, Alex e Jane Comfort, defendem que a relação sexual pode ter três funções na vida de homens e mulheres: ser um modo de manifestar o amor em forma de contato físico; ser um modo de procriação; ser um modo de dar e obter prazer. A terceira opção pode ser traduzida na sua forma pura e simples através do sexo casual.

Do ponto de vista científico, a concepção dos especialistas está correta. Trazendo para a vida prática, a sintonia pode desandar quando os parceiros estão cada um praticando o sexo com objetivos distintos. "O grande problema do sexo casual é quando uma das partes ainda o confunde com oportunidade de conquistar o amor", lembra a psicóloga Helena Monteiro.

Sexo casual: recomendado para mulheres

Não que o amor não possa até começar através do sexo casual. Mas, como ensina a psicóloga e sexóloga Jussania Oliveira, é sempre importante entender a contextualização do sexo na vida de cada pessoa. A especialista reforça o quanto é importante ter uma boa autoestima e autoconhecimento. Pois o sexo casual é nada mais do que a consumação de um desejo esporádico de ter um momento de prazer.

"Importante são as experiências vividas e o conhecimento corporal, afetivo e sexual. E junto com esse conhecimento, identifica-se se existe o desejo. É um mito dizer que a mulher não gosta de sexo apenas por prazer. Mulher curte, sim, sexo casual, sem compromisso ou envolvimento afetivo", completa a sexóloga.

Segundo o médico ginecologista e especialista em sexualidade, Marino Pravatto Júnior, a mulher tem uma tendência a romantizar mais o sexo. Mas isso também não tem importância, pois o sexo casual não precisa ser sinônimo de sexo frio. 

"A novidade de se estar transando com uma mulher pela primeira vez faz o homem ficar bem empolgado e com vontade de ter um bom desempenho. As mulheres devem aproveitar isso para desfrutarem melhor as preliminares e o desejo intenso. Sem, claro, esquecer de usar camisinha", reforça o médico. 

O tabu do sexo casual e as expectativas

É claro que muitas vezes vale mais a pena resolver um desejo através da masturbação. Assim, evita-se estar com um homem com o qual não se tem muita intimidade e ter uma experiência frustrante. Ao mesmo tempo, há homens super companheiros, divertidos e deliciosamente dispostos a dar e receber prazer. 

No caso das mulheres, ainda pesa a cobrança da sociedade em torno do mito da mulher "bela, recatada e do lar", cada vez mais evidente com a onda de conservadorismo que parece assolar a sociedade. Segunda Helena Monteiro, caso não houvesse tanto tabu na sociedade em relação ao sexo casual e tudo que envolve o sexo, em geral, seu consultório estaria a mais vazio. 

"O que tento trabalhar, principalmente nas sessões com as mulheres, é o espaço do prazer na vida delas. Mulher se culpa até quando trabalha demais, imagina quando faz sexo casual? Para desanuviar isso é preciso apenas estabelecer que os encontros sexuais mais fortuitos precisam ter foco no prazer em si, sem expectativas", completa a psicóloga.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto