Unhas amareladas: descubra quais são as causas e saiba como tratar

Etiene Resende
Uso de esmaltes muito fortes e carência de vitaminas estão entre as causas mais comuns de unhas amareladas

Cuidar das unhas é muito mais do que manter a higiene e pintura.


Manter as unhas bem cuidadas vai muito além de simplesmente tirar a cutícula e aplicar esmalte. É preciso estar atenta e evitar que elas adoeçam por hábitos prejudiciais. Entre os problemas mais comuns que atingem as unhas está a alteração na sua coloração, que passa a ter uma tonalidade amarelada.

Por que as unhas ficam amareladas?

A dermatologista da Clínica Ella, Natally de Morais, explica que as causas desse incômodo são diversas e vão desde uso de esmaltes muito fortes até carências vitamínicas ou alterações sistêmicas. “Elas podem ainda estar relacionadas ao uso de cigarro, infecções fungicas das unhas, alterações pulmonares e também problemas na tireoide”.

Ainda entre as causas das unhas amareladas podemos encontrar o diabetes, as micoses, o contato contínuo com produtos químicos, a anemia, doenças cardíacas, hepáticas digestivas e renais, entre outras. Por isso é importantíssimo que, ao perceber o amarelamento das unhas, se buscque ajuda de um profissional que possa avaliar melhor o caso.

De acordo com a especialista, a primeira coisa a se fazer logo que perceber o amarelamento das unhas é suspender o uso de esmaltes para que a unha fique livre dos pigmentos. “Após isso, procurar o especialista para uma avaliação minuciosa das características da unha. O tratamento será realizado conforme o resultado dessa avaliação clínica ou após exames laboratoriais quando for necessário”, explica.

5 dicas para evitar unhas amereladas

Para evitar as unhas amareladas causadas polo uso de esmaltes, a dermatologista Natally de Morais dá algumas dicas práticas:
  • Antes de aplicar esmaltes escuros, utilizar bases com complexos fortalecedores;
  • Quando se tem o costume de usar frequentemente cores fortes, buscar intercalar os esmaltes escuros com tonalidades mais claras;
  • Deixar as unhas sem esmaltes por alguns dias;
  • Hidratar regularmente as mãos e as unhas;
  • Não utilizar esmaltes muito pigmentados nas unhas por mais de uma semana.

Vale reforçar que, ao persistir o sintoma, é preciso consultar um dermatologista. Somente um especialista capacitado terá condições de analisar cada caso e identificar a causa precisa do amarelamento das unhas.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto