Dente do siso: conheça os mitos e verdades

Ana Paula Cardoso
Especialista esclarece dúvidas e ensina precauções e cuidados com o dente do siso

Dente do siso: é preciso alguns cuidados especiais.


Dente do siso é a denominação que se convencionou dar à unidade dentária formada por um grupo de até quatro dentes, chamados de terceiros molares. Ao contrário do que muitos pensam, a única função do siso não é 
causar dor de dente. Especialistas afirmam que, quando bem posicionado, este grupo de dentes pode exercer a função mastigatória de trituração dos alimentos, assim como os segundos e primeiros molares. 

"O que ocorre, em muitos casos, é que o dente do siso não tem uma boa posição ou espaço suficiente para sua completa erupção, não tendo, desta forma, função. É nestas situações que podem surgir alguns problemas ao paciente", diz Dr. Victor Teixeira, cirurgião-dentista especializado em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial.

Segundo Teixeira, mesmo quando não há uma função específica não existe mais a necessidade de realizar a chamada 'extração profilática' do dente do siso. Esta conduta, muito executada em décadas passadas, baseava-se na premissa de que o dente deveria ser extraído antes que pudesse causar algum problema.

"Se esta linha de pensamento fosse executada na medicina, seria algo como indicar a retirada do apendicite para todas as pessoas, pelo simples motivo de que algumas, se não removerem o apêndice, poderão desenvolver um quadro inflamatório/infeccioso", ilustra o dentista.


Motivos para extração do dente do siso

Hoje em dia, baseado na literatura científica, as extrações destes terceiros molares, em geral, são indicadas nos seguintes casos:

  • impactação e má posição dos dentes do siso;
  • má angulação  em contato com dentes vizinhos;
  • retenção de alimentos, pela posição, que torna a higiene bucal insatisfatória no local;
  • se o dente estiver parcialmente recoberto por gengiva - nestes casos é frequente o paciente relatar episódios prévios de infecções no local; 
  • se houver indicação ortodôntica (correção da posição dos dentes).

Segundo o especialista Victor Teixeira, não há uma idade ideal para a extração do dente do siso, porque para cada pessoa e situação há um momento oportuno. O cirurgião-dentista, durante o diagnóstico e planejamento, levará em conta diversos fatores, tais como: idade do paciente, condições de saúde, estágio de desenvolvimento esquelético facial, proporção de formação radicular dos terceiros molares, entre outros.

Mesmo com a falta de erupção do dente do siso - o chamado dente incluso - não significa que ele não tenha se formado. E sua retirada também deverá ser avaliada segundo os fatores de risco ou patologia que justifiquem a extração do dente do siso.

Por que ainda nascem os sisos?

Ainda de acordo com o cirurgião buco-maxilo-facial, o esqueleto facial humano tem sofrido diversas alterações com o passar dos séculos, com a diminuição da largura e do comprimento do arco dentário. As teorias mais aceitas no meio científico dizem que estamos diante de uma evolução decorrente da mudança de nossos hábitos alimentares

"Nossos antepassados tinham uma dieta muito mais dura que a nossa atual. O advento do cozimento, num passado mais distante, e do processamento dos alimentos, mais atualmente, diminuíram a necessidade de muitos dentes molares porque a função deles seria de triturar os alimentos", explica o Dr. Teixeira.

Apesar de serem apenas teorias, acredita-se que, no futuro, é provável que este processo adaptativo e evolucionário continue ocorrendo. E o dente do siso deixará de existir por completo nos seres humanos.

O siso atrapalha o alinhamento dos dentes?

Há uma crença muito forte, tanto dos cirurgiões-dentistas quanto da população leiga, de que a simples presença de um terceiro molar poderá resultar em dentes tornos ou qualquer outra maloclusão. Diversos pesquisadores têm se debruçado sobre essa questão, ainda sem respostas muito conclusivas.

"O que sabemos atualmente é que quando o terceiro molar está mal posicionado e encosta nos dentes vizinhos, este é um provável fator para o desalinhamento dentário. Sendo assim, dentes do siso que estejam bem posicionados não teriam qualquer influência quanto ao posicionamento dos demais dentes", completa o cirurgião-dentista.
.
Entretanto, o Teixeira deixa claro que os terceiros molares, independentemente de sua posição, em muitos casos podem atrapalhar a condução de um tratamento ortodôntico. "Nestas situações, o ortodontista poderá indicar as extrações dos dentes sisos durante o tratamento", afirma o especialista.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto