Citronela: conheça os inúmeros benefícios da planta para a saúde

Ana Paula Cardoso

Muito mais que ação repelente contra mosquitos, a citronela tem propriedades anti-inflamatórias e funciona como antidepressivo

Citronela: mais usada em forma de óleo, tem propriedades benéficas à saúde.


Plantinha nativa da Ásia e de regiões da costa Pacífica, a citronela já é largamente encontrada no Brasil. Em função de sua ação repelente de insetos, teve fama ampliada no país em função das epidemias de dengue, chikungunya e zika, além de outras doenças causadas por mosquitos. Mas os benefícios da planta vão muito além.

Em estudo publicado pelo International Journal of Advanced Research (IJAR), foram apontadas algumas evidências em relação aos efeitos benéficos da  citronela para a saúde. A pesquisa teve como objetivo inicial confirmar a eficácia da planta, de aroma cítrico-adocicado,  como repelente natural.

Porém, ao longo do trabalho, os pesquisadores foram observando outros benefícios da planta. O que levou à confirmação de certas propriedades medicinais da citronela, que vão desde a ação anti-inflamatória e antibacteriana até o controle da febre.

As propriedades medicinais da Citronela

Veja a seguir as principais propriedades dessa planta medicinal e quais males ela ajudar a combater:

  • Antibacteriano. Componentes como o metil-isoeugenol e alguns outros encontrados no óleo da planta inibem o crescimento bacteriano no corpo. A citronela é indicada, portanto, em tratamentos de infecções.
  • Antidepressivo. Pesquisas apontam a citronela como uma forte aliada em tratamento alternativo contra depressão - e também para aliviar a ansiedade, tristeza e sentimentos negativos. O frescor da essência atua sobre os neurotransmissores, induzindo a um sentimento literalmente de 'frescor', aflorando sentimentos de felicidade e esperança.
  • Antisséptico. As propriedades antissépticas da citronela podem ainda combater infecções em feridas, sendo útil principalmente para a assepsia de cortes e lesões na pele.
  • Antiespasmódico. Ainda de acordo com o estudo, as propriedades da citronela são também indicadas para aliviar espasmos dos músculos, dificuldades respiratórias e para estimular sistema nervoso. A plantinha curativa também ameniza os sintomas das cólicas menstruais e tosse.
  • Anti-inflamatório. A citronela tem ainda efeito curativo em tratamentos de inflamações causadas por efeitos colaterais de uso de drogas ilícitas, álcool ou alimentos de difícil digestão e/ou picantes. A planta pode, portanto, acalmar os efeitos de intoxicação por elementos externos ao organismo.
  • Desodorante. O aroma de limão indica que a citronela é rica em uma substância chamada citrino, capaz de eliminar o odor corporal desagradável.
  • Combate à febre. A citronela também estimula a transpiração corporal. Essa propriedade, somada aos efeitos anti-inflamatório e antibacteriano, fazem da planta uma maneira caseira de combater a febre.
  • Fungicida. A planta também tem capacidade de inibir o crescimento fúngico. Na versão óleo, costuma ser usada para combater infecções fúngicas na região da orelha, nariz e garganta. Mas também pode ser usada em outras partes do corpo e ainda ajuda a curar a disenteria causada por fungos.
  • Repelente de insetos. Esta é uma das propriedades mais conhecidas desta plantinha. Segundo os estudos, o óleo essencial de citronela é capaz de matar e manter afastados os insetos. Na pesquisa, a citronela mostrou-se particularmente eficaz contra o o mosquito Aedes Aegypti, cuja mordida causa as temidas dengue, chinkungunya, febre amarela e zika. A citronela também é eficaz contra piolhos, de corpo e cabeça, e pulgas.

Óleo essencial de citronela 

Mais usada no Brasil em forma de essência ou óleo essencial, a citronela em versões para passar na pele ou perfumar ambientes pode ser facilmente encontrada em lojas herboristas ou de produtos naturais.

"A citronela é muito utilizada para repelir insetos e mosquitos. Pode ser usada na forma de óleo essencial para aplicar na pele, não só de adultos como de bebês", diz Roberto Debski, médico especializado em hemopatia e acupuntura. De acordo com o médico, porém, nada de tomar o óleo de citronela, pois a planta raramente é recomendada para ingestão.

Já segundo o Dicionário de Medicina Natural (Ed. Reader's Digeste), no entanto, há alguns óleos adequados para ingestão, que pode ser feita diluindo de uma a duas gotas do óleo em uma xícara de chá. Mas este procedimento só deverá ser feito quando orientado por um médico ou especialista em aromaterapia.

Banhos e inalação

Como a forma mais conhecida da planta é a de óleo, veja a seguir as principais formas de usar a citronela:

  • Inalação. Seja através de gotas em água quente ou inalação direta, seja através de vaporizador ou difusor para exalar a essência de citronela no ambiente, os estudos clínicos indicam que o contato do olfato com a essência de citronela já ativa no organismo os efeitos curativos da planta;
  • Massagem. Técnicas de massagem usuais também são utilizadas para aplicar na pele o óleo de citronela. A fricção da pele faz com que o óleo penetre bem na derme, fazendo com que suas propriedades sejam absorvidas pelo organismo;
  • Banhos. Seja numa banheira ou apenas em um escalda-pés, o certo é que a diluição do óleo de citronela em água morna e o repouso do corpo inteiro, ou apenas os pés, também é indicado para proporcionar os efeitos medicinais da planta ao corpo.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto