Superação: maratona ajuda até a enfrentar melhor um tratamento de câncer

Ana Paula Cardoso

Preparo para uma corrida de longa distância é uma excelente forma de criar metas e dizer ao organismo: não desista!

É possível atingir a superação de problemas preparando-se para uma maratona.


Há momentos na vida em que algumas pessoas sentem-se no fundo do poço. Depressão, sobrepeso, câncer. Doenças do corpo e da mente que abatem sobre nós e nos tiram a energia vital. Em momentos como esse, a maratona tem ajudado muita gente a superar a fase difícil.

Foi o que aconteceu com a paulistana Ivonete Silveira, de 50 anos. Há cerca de dez anos, a manicure e depiladora de Diadema foi diagnosticada com um câncer no fígado. 

Sua vida virou uma verdadeira maratona contra o câncer. Entre inúmeras cirurgias, seguidas de sessões de radio e quimioterapia, Ivonete acabou encontrando nas pistas um remédio eficaz.

“Quando descobri a doença não praticava esporte. Eu comecei a correr porque resolvi enfrentar o câncer de cabeça erguida. Fico um pouco apreensiva com tudo isso, mas quando chego na pista tenho o meu momento. Corrida é autoestima. Traz essa sensação de que estou bem. De que estou viva”, declara a manicure.

A corrida é conhecida prática que gera bem-estar e está associada a superação dos limites individuais. Durante o treinamento ou durante as provas, os limites individuais são alcançados.

Como o organismo reage à maratona

E, para se alcançar as metas pré-estabelecidas e ir avançando em tempo e distância, o organismo e a mente humana dispõem de recursos para ir além e ir empurrando o limite individual cada vez mais longe.

A mente e o corpo estão juntos nesse processo de resiliência: os estímulos dos treinos promovem modificações cardiovasculares e musculares, preparando o organismo para um melhor desempenho, progressivamente.

A sensação de bem-estar e felicidade experimentada pelos corredores está associada também à liberação de endorfinas e também de leptina. As endorfinas são neurotransmissores liberados nos exercícios vigorosos e orgasmos.

"São essas substâncias que dão a sensação de bem-estar e são responsáveis pelo estado “viciante” da corrida. A leptina é liberada pelo tecido adiposo e gera a sensação de saciedade e recompensa", explica a Dra. Fabiula  Schwartz, cardiologista e uma das médicas da equipe de saúde da Maratona do Rio.

Assim, com a liberação dessas substâncias ao longo da corrida, ocorre estímulo mental e físico para manter os passos e se alcançar a linha de chegada.
 

Ivonete Silveira supera o tratamento contra um câncer correndo maratonas.


De acordo com especialistas, além dos pontos fisiológicos, outros pontos-chave desencadeiam benefícios e a consequente superação dos obstáculos. A atividade exige algumas renúncias, além da incorporação de novos hábitos saudáveis, como:

  • alimentação balanceada;
  • disciplina de horários;
  • e  persistência.

Compromisso com a mudança de vida

As histórias de quem encara uma maratona, mesmo enfrentando problemas como um câncer, são inspiradoras e servem de referência para quem sempre pensou em começar a correr, mas desanima ao primeiro empecilho. 

"Quem resolve olhar para a própria vida e, por amor ou pela dor, decide assumir um compromisso com a mudança de vida. E está disponível a enfrentar a comodidade e sair da zona de conforto. Não há negociação: é mudança e pronto", comenta a psicóloga e professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis, Camila Aloisio Alves.

"Haverá dias que essa mudança vai mais fácil e outros dias mais difícil. O motor será o desejo de chegar no objetivo final", ensina Camila. E mesmo que não se corra como o Usain Bolt, só o fato de ir até o limite já é o suficiente para mente e corpo acompanharem a decisão. E a superação se dá.

É por causa de todos esses benefícios que Ivonete já determinou mais um grande desafio: participará de sua primeira maratona. Dessa vez será em junho, na orla da Cidade Maravilhosa. Participar da Maratona do Rio é mais uma prova que não há limites para a determinada paulistana.
 

LEIA TAMBÉM

Treino de corrida: planilha exclusiva e dicas para iniciantes


Copyright fotos: iStock e arquivo pessoal.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto