Dor de barriga: problema corriqueiro pode ser sinal de doença grave

Ana Paula Cardoso

Saiba quais problemas podem causar cólicas intestinais ou outras dores na região do abdome. É preciso buscar diagnóstico o quanto antes 

Doer de barriga pode ser causada desde por algo que se come até doenças graves como infecções. © iStockphoto.com


Popularmente, chama-se de dor de barriga qualquer desconforto na região abdominal. Porém, nem toda dor de barriga é uma cólica intestinal. Este tipo de dor pode apresentar nuances de leves a intensas e ter como origem inúmeras causas. Em todos os casos, convém investigar, pois pode estar relacionada a doenças graves.

"O diagnóstico causal deste sintoma deverá ser feito através da anamnese médica, do exame físico do paciente e, algumas poucas vezes, de exames laboratoriais auxiliares, inclusive de imagens, para confirmar ou descartar uma hipótese diagnóstica formulada na consulta médica", orienta o especialista em medicina clínica Dr. José Gonçalves Mataruna.

Dificilmente alguém passa pela vida sem nunca sentir este tipo de desconforto, que pode se apresentar de diversas maneiras. A dor de barriga é muitas vezes comparada a um nó sendo apertado ou pode ainda desaparecer temporariamente ou definitivamente. E depois retornar com gravidade igual, maior ou menor. 

"A isto (esse tipo de dor de na barriga) se chama espasmo, que é o que caracteriza a cólica. A cólica é o tipo de dor mais comum que ocorre nos intestinos, devido as características das fibras musculares desse órgão", explica o médico. 

Cólica intestinal: como acontece?

Toda vez que ocorre distensão exagerada de uma alça intestinal, a dor de barriga, neste caso também chamada de cólica intestinal, se apresenta. Esta distensão é causada, principalmente, por:

  • excesso de gases;
  • infecções ou inflamações intestinais por ingestão de alimentos;
  • obstrução da cavidade intestinal pela presença de um tumor, corpo estranho, fezes impactadas, torção de alça (também chamada volvo);
  • quando há uma agressão à mucosa intestinal (física, química ou infecção).

"A dor de barriga ocorre quando há uma resposta natural, com contrações das fibras musculares lisas intestinais, que tendem a aumentar os movimentos peristálticos, cuja objetivo final seria livrar o órgão do agente causador", explica o Dr. Mataruna.

Uma exceção a esta regra são as cólicas que podem ocorrer em alguns tipos de epilepsias, ressalta o médico.

Dor de barriga: quando o desconforto não vem do intestino

As causa de dores abdominais são variadas. Cólicas no abdome podem ser devidas também a problemas fora do intestino. E, nesses momentos, é importante estar atento ao tipo de dor, a fim de procurar um especialista para diagnosticar a doença causadora o quanto antes.

Por exemplo, dores de barriga podem ser causadas pelas seguintes doenças: 

  • endometriose;
  • por problemas na vesícula biliar, como disfunção biliar e presença de cálculos biliares;
  • infecção do apêndice (apendicite).

Essas doenças exigem um tratamento específico e acompanhamento médico e, no caso do apendicite, o paciente deve ser operado com urgência.

Dr. Mataruna ressalta, entretanto, que cólicas abdominais são, na grande maioria das vezes, um sinal de alerta de que algo vai mal nos intestinos ou, então, uma reação a algum alimento ingerido.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto