0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Depilação: o melhor método para cada parte do corpo

Qual o melhor método para se livrar dos pelos das pernas? Como depilar as axilas com cera? Cada área do corpo tem suas especificidades em matéria de depilação. Confira as dicas para evitar atropelos

Cada área a ser depilada tem suas próprias características. Siga nossas dicas para escolher a melhor maneira de depilar as pernas, as axilas e a virilha.


As pernas

Características da área
Esta parte do corpo suporta bem todo tipo de depilação, pois é pouco sensível. Se você pretende testar alguma novidade, comece por esta, já que não corre o risco de se machucar.

Como depilar?
Lembre-se da esfoliação para eliminar as células mortas e evitar os pelos encravados. Depois disso, a escolha do método vai depender das suas preferências e das características dos seus pelos. A lâmina e o creme depilatório são as opções mais rápidas, mas se você é morena e tem a pele muito clara, o resultado não vai durar e o crescimento dos pelos será muito rápido. 

Atente, porém, para o fato de que o uso da lâmina é bem pouco recomendado nas coxas. Prefira, nesse caso, a cera fria ou o depilador elétrico, que dão resultados mais rápidos e duráveis (4 semanas em média). A cera quente também pode ser cogitada em casa, mas o procedimento se revela mais demorado levando em conta a extensão da área a depilar. É necessário calcular o tempo de esquentar o produto, mas também a aplicação da cera sobre as pernas. É preciso ser minuciosa e não colocar em excesso.

As axilas

Características da área
Cuidado: nesta região, a pele é muito fina e os pelos, espessos. Uma esfoliação antes e uma hidratação depois são indispensáveis para evitar pelos encravados. Outro problema: os pelos não crescem todos na mesma direção. Aquelas que se deixam tentar pela cera, não devem esquecer de fazer o procedimento em duas etapas: na primeira, arrancam os pelos da parte superior (que crescem para cima) puxando a camada de cera para baixo, na segunda etapa se faz o inverso.

Como depilar?
Para as mais sensíveis, o creme ou a lâmina são opções privilegiadas. Não oferecem riscos e a pele fica muito suave em seguida, mas o crescimento dos pelos é rápido e como eles ficam mais espessos, cria-se um problema. As mais corajosas podem usar a cera quente para obter um resultado a longo prazo, mas depilar-se a si mesma exige muita destreza. Marque uma hora numa casa especializada, principalmente se for a primeira vez. 

A cera fria se adapta também a esta área graças à versão do produto em pequenas tiras, enriquecidas com agentes suavizantes. Neste caso também, o procedimento pode ser difícil. Quanto ao depilador, ele é raramente recomendado, sob risco de “partir” os pelos, mas não é impossível usá-lo.

A virilha

Características da área 
Uma pele muito fina e pelos espessos que, além de tudo, crescem enviesados: a virilha se parece muito com a axila. Mas as mais sensíveis não poderão utilizar a lâmina: o depilador descartável é completamente desaconselhado nesses casos (ainda que seja mais rápido) pois, além de machucar, ele provoca pelos encravados.

Como depilar?
Do ponto de vista do método, para uma depilação rápida e sem dor, será preciso contentar-se com um creme depilatório, que garante bons resultados. Algumas marcas oferecem fórmulas especiais para a virilha ou as peles sensíveis. 

A cera, quente ou fria, é a ferramenta mais efetiva, muito embora seja necessário ter coragem para arrancar as tiras de cera, tomando bastante cuidado para a direção na qual crescem os pelos. Nada impede que você opte pelo depilador elétrico clássico, mas para quem gosta de acompanhar as tendências, existem também os depiladores para virilha. Eles tornam os fios menos espessos e mais curtos. Mas cuidado com o crescimento dos pelos se você os cortar na base!

Copyright foto: Istock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Depilação: o melhor método para cada parte do corpo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo