0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Resfriado pode virar sinusite: saiba como evitar

O tempo seco do inverno é um dos agravantes da doença, que pode piorar se o diagnóstico não for correto 

Os sintomas e causas devem ser investigadas para que não haja mais a repetição das crises de sinusite.


Com as baixas temperaturas e tempo bem seco, acordar com dor de cabeça, nariz escorrendo e aquela sensação de estar com um peso no rosto não é novidade. Muitos confundem esses sintomas com resfriados, mas quem ataca mesmo nos dias mais frios do ano é a sinusite.

No inverno, o corpo fica exposto a alterações climáticas que provocam irritações nas vias respiratórias. Fatores como a poluição e o tabagismo contribuem para que o quadro clínico piore. A sinusite pode ser causada tanto por agentes como vírus, bactérias e fungos quanto por reações alérgicas. Ou seja: qualquer pessoa pode ter esse quadro clínico, especialmente aquelas que têm predisposição ou baixa imunidade

Segundo o Dr. José Caporrino Neto, otorrinolaringologista do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, a mais comum é a sinusite aguda, uma evolução da gripe que o paciente teve. Após semanas, os sintomas não melhoram pois não foi realizado o tratamento ideal. Secreção nasal abundante, dor de garganta e de cabeça que afeta os olhos e o nariz, perda do olfato e do gosto podem ser sinais da doença.


É importante sempre procurar um médico para o diagnóstico correto. Muitas pessoas se automedicam com antialérgicos – o que pode prejudicar o quadro. Isso ocorre, "pois o antialérgico tem como característica evoluir com o espessamento das secreções, evidentes em caso de rinite ou mesmo de gripe. No caso da sinusite, essa secreção espessa tem uma tendência a dificultar a expectoração e a piorar o quadro obstrutivo”, analisa Dra. Flávia Lira Diniz, otorrinolaringologista da Clínica Faciall.

O profissional da saúde vai analisar o caso e prescrever remédios analgésicos para reduzir o desconforto e a dor. Em alguns casos, o tratamento é iniciado com antibiótico associados ao corticoide. “Depois de iniciado o tratamento de ataque, o ideal é investigar a causa que pode ser uma mera fatalidade ou o fato de paciente ser portador de uma obstrução nasal”, explica a médica. Essas causas devem ser investigadas para que não haja mais a repetição das crises de sinusite. 

Nos dias de inverno, como precaução, deve-se evitar ambientes abafados e que não recebem sol, assim como locais úmidos e com carpetes. Uma dica é fazer uma limpeza nas narinas com solução fisiológica por mais ou menos dez dias. Proteger-se bem do frio, dormir bem e ter uma boa alimentação também ajuda o sistema imunológico a ficar mais alerta para não deixar essas infecções evoluírem. No caso de piora dos sintomas ou surgimento de febre, um médico deverá ser consultado. 

Copyright foto: iStock

Veja também

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Resfriado pode virar sinusite: saiba como evitar', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo