3
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Relacionamento com grande diferença de idade: pode dar certo?

Apesar de algumas dificuldades, os relacionamentos entre pessoas com diferença de idade muito grande têm ensinado que o amor vence qualquer preconceito

O ministro da economia francês, Emmanuel Macron e sua esposa 20 anos mais velha, Brigitte Trogneaux.


Em junho deste ano, as revistas de fofoca francesas estamparam em suas capas a história do atual ministro da economia da França, Emmanuel Macron, e sua esposa Brigitte Trogneux,  20 anos mais velha que o marido. Os dois se conheceram quando o homem das finanças francesas tinha 17 anos. Brigitte era sua professora de literatura no ensino médio.
 
O casal garante que só começou o namoro 15 anos depois, quando se reencontraram. Casados desde 2007, Emmanuel e Brigitte ilustram uma tendência, mas que ainda causa espanto. Não somente na sociedade, mas entre os próprios apaixonados.
 
 "A diferença de idade de um casal pode gerar desconforto na sociedade e principalmente na família. Além de causar receio ou dúvidas no próprio casal", explica a psicóloga especializada em atendimento a casais e família, Teresa Amorim.


É comum no início destes relacionamentos um dos dois relutar em ir em frente. Foi o caso de Ana Amélia Vianna, 43 anos, e Felipe Padilha, 28. Ambos bailarinos profissionais, eles se conheceram quando Felipe entrou na companhia de dança na qual Ana já trabalhava.
 
"Nos primeiros dias achei que seria só uma diversão. Nas semanas que seguiram comecei a ficar preocupada porque estávamos definitivamente conectados e quase enlouqueci. A diferença de 14 anos parecia ser um problema só para mim. Ele tava super tranquilo e decidido a ficar comigo", conta a bailarina.
 

Preconceito 

O receio de Ana Amélia não foi  sem fundamento. Apesar de ser cada vez mais comum, o relacionamento entre pessoas com diferença e idade muito grande ainda causa estranhamento. 

"Sofremos preconceito todo tempo, sempre alguém olha e escutamos as pessoas comentando”, conta Leticia Chirol, estudante de nutrição, 20 anos, casada com o funcionário público Angelo Lages, 38 anos.
 
Embora não tenha atrapalhado esses casais, a diferença de idade é uma marca que vai acompanhá-los sempre e dificilmente será deixada de lado. A decisão de ter filhos, por exemplo, é algo que pesa quando há uma distância muito grande entre as idades.
 
O mais difícil é justamente conciliar a passagem do tempo sem se distanciar do companheiro. "A longo prazo, a diferença de idade pode criar um distanciamento na relação, caso o casal tenha interesses baseados apenas na sua faixa etária", alerta a psicóloga Teresa Amorim.
 
Superadas estas questões, os casais são unânimes em afirmar que muitas vezes nem lembram mais quantos anos cada um tem. "Confesso que há muito tempo a diferença de idade já não tem a menor importância e só me lembro dela quando ingenuamente ele diz que nunca recebeu uma carta escrita de próprio punho", exemplifica a bailarina Ana Amélia.
 
Por vezes, o mais velho tem espírito mais novo e o mais jovem é o pé no chão do casal. O importante é sempre tentar chegar à "mesma página", onde as afinidades prevalecem sobre as diferenças.
 
Copyright photo: Jacques Brinon/AP/SIPA

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Relacionamento com grande diferença de idade: pode dar certo?', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo