0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Anel vaginal: vantagens e desvantagens do método contraceptivo

Método apresenta vantagens em relação aos demais, mas o uso deve ser acompanhado por um especialista

Anel vaginal é uma opção de método contraceptivo com muitas vantagens.

Atualmente as mulheres – ou casais – que não têm em seus planos uma gravidez encontram diversas formas de evitar que ela aconteça. Esta variedade, aliada aos avanços destes mesmo métodos contraceptivos, possibilita mais opções, ao mesmo tempo em que gera dúvidas na hora da escolha. Entre os métodos anticoncepcionais que geram mais dúvidas está o anel vaginal.

Como muitas mulheres ainda não conhecem bem ou têm vergonha de tirar dúvidas sobre métodos contraceptivos, A Revista da Mulher pediu ao doutor Georges Fassolas,  ginecologista e diretor da Clínica Vivitá, que explicasse como o anel vaginal funciona. O médico também indicou quais são as vantagens e desvantagens do método

“O anel vaginal é um método contraceptivo de forma arredondada, com cerca de 5 cm de diâmetro, flexível, feito com silicone. Ele deve ser introduzido na vagina e ali mantido por 3 semanas. Após este período, retira-se o anel para uma pausa de 7 dias. Em seguida, coloca-se um novo anel vaginal e reinicia-se o ciclo”, explica o especialista.

Vantagens e desvantagens do anel vaginal

Segundo o ginecologista, entre as principais vantagens deste método está a fácil aplicação, a diminuição da frequência de 'esquecimento' do método pelas usuárias e a ausência de metabolização hepática (o que reduz a prevalência de efeitos colaterais como náusea e epigastralgia). 

Já em relação às desvantagens, a única citada pelo médico é que o anel vaginal, assim como ocorre também em outros métodos, é incapaz de proteger a usuária contra doenças sexualmente transmissíveis (DST).

“O anel vaginal pode trazer riscos à saúde quando usado por mulheres que apresentam alguma contraindicação a este método. Por este motivo, o uso deve ser acompanhado e orientado por um ginecologista”, ressalta.

Georges Fassolas reforça que, assim como acontece também com os demais métodos contraceptivos, para que funcione de maneira correta e sem causar qualquer desconforto, as orientações devem ser seguidas à risca

“O anel vaginal exerce sua ação por 21 dias e, portanto, após 3 semanas de uso, o contraceptivo deve ser retirado da vagina, seguido da pausa de 7 dias ou da introdução de um novo anel, quando se pretende evitar a menstruação”, conclui o ginecologista.

Antes de optar por algum tipo de método contraceptivo, consulte o seu médico. Esta é a melhor maneira de encontrar o qual melhor mais se adapta ao seu corpo, às suas necessidades e à rotina, evitando assim desconfortos e aumentando sua eficácia

Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Anel vaginal: vantagens e desvantagens do método contraceptivo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo