0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Abdominoplastia: entenda a quem é destinada esta cirurgia plástica

Cada vez mais comum no Brasil, abdominoplastia é opção para quem perdeu muito peso e tem problemas de flacidez abdominal

Abdominoplastia tem como objetivo eliminar a flacidez da pele do abdomen.


Terceiro tipo de cirurgia que mais cresce no Brasil, ficando atrás apenas da lipoaspiração e aumento de mamas, a abdominoplastia é procurada principalmente por pessoas que estão insatisfeitas com a flacidez na região abdominal.

De acordo com o doutor André Colaneri, cirurgião plástico especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, “a abdominoplastia é a cirurgia que visa tratar a flacidez do abdômen, geralmente decorrente de gravidez ou grandes emagrecimentos”.

Os avanços tecnológicos e na própria medicina vêm ajudando a tornar o procedimento cirúrgico mais simples e eficaz, mas os princípios continuam os mesmos. “A abdominoplastia é feita através de uma grande incisão na parte de baixo do abdômen (local da cesárea). A pele é descolada até a parte de cima do abdômen, esticada para baixo e retirado o excesso de peleTambém é feita a junção da musculatura do abdômen, que geralmente é afastada depois da gravidez”, explica o especialista.

Abdominoplastia ou lipoescultura?

Apesar de muitas pessoas confundirem os procedimentos, as duas cirurgias não possuem semelhança alguma. “É tudo diferente. A lipoescultura retira apenas a gordura, não retira a pele, nem corrige a musculatura. A abdominoplastia retira a pele e corrige a musculatura, mas não retira a gordura”, ressalta André Colaneri

Entretanto, segundo o especialista, é bastante comum a combinação entre as duas.  "A lipoaspiração pode ser associada à abdominoplastia, caso além de flacidez exista também excesso de gordura”.

Riscos e cuidados

Apesar de ser uma cirurgia cada vez mais comum entre mulheres e homens que buscam melhorar suas formas e, por consequência, sua autoestima, é preciso ter cuidado com a escolha do profissional e do local onde será feito o procedimento.

“Toda cirurgia tem riscos, porém os riscos deste procedimento não são maiores que de uma cesárea. As complicações que podem existir, apesar de raras são: infecção, hematoma, necrose, trombose, cicatrizes inestéticas”, destaca André Colaneri.

É sempre muito importante lembrar que se trata de um procedimento cirúrgico complexo que deve ser feito em clínicas especializadas e conceituadas. Além disso, uma avaliação completa da saúde da paciente é necessária. Assim é possível garantir melhores resultados e diminuir os riscos. 

Copyright foto: iStock

Veja também

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Abdominoplastia: entenda a quem é destinada esta cirurgia plástica', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo