0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Com Bruno Gagliasso, Cavalera faz desfile inspirado na máfia

A marca, que deixou o line up do SPFW, mostrou suas propostas para  o Inverno 2016

Bruno Gagliasso nas passarelas da Cavalera.


O antigo Moinho Matarazzo em São Paulo foi palco do desfile da marca Cavalera na noite desta quinta-feira, (13). A  marca, que nesta temporada anunciou sua ausência do São Paulo Fashion Week, realizou um evento independente, com foco na coleção para o Inverno 2016. A Cavalera é uma das primeiras marcas brasileiras a se reposicionar no mercado da moda com o conceito  see now, buy now (veja agora, compre agora, em tradução livre), levando rapidamente aos consumidores roupas apresentadas nas passarelas.

Com novo visual, o ator Bruno Gagliasso participou do desfile, que mostrou peças inspiradas na máfia. Com um ótimo trabalho em estamparia, a Cavalera não fugiu das suas origens, apresentando peças femininas e masculinas que podem facilmente ir das passarelas direto para o guarda-roupa. Bem ao estilo Cosa Nostra, a marca apostou em peças de alfaiataria e sobreposições.

Sobreposição em look feminino no desfile da marca.


No mês passado,  surgiu na imprensa especializada informações de que o grupo K2,  dono da Cavalera, havia finalizado a compra da marca Zoomp. Mas a transação ainda não foi concretizada e o processo empacou na justiça. Lembrando que os desfiles da temporada brasileira de moda começaram no último dia 12 de abril, com a Casa de Criadores, e seguem até o dia 29 com o término do SPFW.

Copyright foto: Francisco Cepeda/ Agnews

Veja também

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Com Bruno Gagliasso, Cavalera faz desfile inspirado na máfia', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo