2
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Carboidratos simples e complexos: saiba em qual investir para emagrecer

Entenda a diferença entre os carboidratos simples e complexos e saiba quais alimentos priorizar

Carboidratos simples ou complexos? Saiba a diferença entre eles.

 
O grupo dos carboidratos corresponde à principal fonte de energia do corpo, por isso, deve ser consumido regularmente e em intervalos freqüentes. Eles podem ser divididos em dois tipos: os carboidratos simples e os complexos, e possuem relação direta com o emagrecimento ou ganho de peso.
 
Os carboidratos simples são um dos responsáveis pelos quilinhos a mais na balança e devem, portanto, ser evitados. Segundo a nutricionista Gabriela Rebello, eles são digeridos e absorvidos rapidamente, por isso produzem um aumento súbito da taxa de glicose no sangue (glicemia). Além disso, não contribuem para a sensação saciedade e a fome pode bater pouco tempo após seu consumo, causando o ganho de peso. Entre os alimentos ricos em carboidratos simples estão:
  • certas frutas (melancia, abacaxi e banana são alguns dos exemplos), 
  • mel, açúcar e xarope de milho,
  • arroz branco e massas refinadas,
  • certos vegetais (abóbora, batata, beterraba, entre outros),
  • chocolate,
  • pipoca,
  • refrigerante,
  • sorvete,
  • suco de laranja,
  • pães (francês, broas, brioches, de queijo) e biscoitos refinados.
     
Já os carboidratos complexos são digeridos e absorvidos lentamente, ocasionando aumento pequeno e gradual da glicemia. Com isso, a sensação de saciedade dura mais tempo, e por consequência, colabora no processo de emagrecimento. 
 
Neste grupo, os alimentos também possuem maior teor de fibras, aceleram o metabolismo e controlam o índice glicêmico. Alguns exemplos são:
  • arroz e macarrão integrais, 
  • batata doce
  • ovos, 
  • aveia,
  • alface,
  • alguns vegetais (brócolis, espinafre, entre outros),
  • certas frutas (cereja, maça, morangos, pera, pêssego, tomate, entre outras),
  • grãos (feijão, lentilha),
  • iogurte,
  • amendoim,
  • tapioca. 
     

Carboidratos simples: consequências do exagero

Além de aumentar o nível de glicose no sangue, consumir carboidratos simples, segundo a nutricionista, pode ser prejudicial para o cérebro em geral e, mais especificamente, para o hipocampo, o mediador da função de memória, o que, a longo prazo, pode aumentar os risco de Alzheimer e Parkinson
 
Além disso, quando os açúcares e amidos são ingeridos em excesso, essas substâncias causam um surto de inflamação por todo o corpo que podem resultar em dores articulares, queda do sistema imune e até mesmo alterações cardiovasculares.
 
Consumir excessivamente este tipo de carboidratos não é apenas nocivo para à saúde. Gabriela Rebello explica o exagero pode prejudicar a produção de colágeno e favorecer o envelhecimento precoce da pele.
 

Cortar carboidratos é um erro

Embora o consumo de carboidratos simples em excesso seja prejudicial para a saúde, não é necessário cortá-lo totalmente da dieta. Isto porque os carboidratos de maneira geral representam a fonte energética que o cérebro mais gosta. "Quanto cortamos esse nutriente da alimentação, o organismo começa a gastar todos os estoques do corpo para fornecer energia ao cérebro", esclarece Gabriela.
 
A consequência é, a princípio, perda de peso, pois para estocar carboidrato, também é necessário estocar água. Assim, o metabolismo começa a queimar mais gordura e proteína do que o de costume para fornecer energia a órgãos como o cérebro, considerado o mais vital do corpo humano. 
 
Além disso, quando o cérebro sente falta de glicose, dispara uma vontade enorme de comer carboidratos. "Isso varia de pessoa para pessoa, mas em geral, sem carboidratos, o corpo fica sem energia para fazer atividades físicas de maior intensidade como malhar ou correr, além de sintomas como falta de atenção, concentração, fraquezas, tonturas e mau humor", explica a nutricionista.
 
Por fim, Gabriela Rebello esclarece que os carboidratos não são vilões, e, com moderação e sempre priorizando os complexos, podem até ajudar a emagrecer. Cortá-los depois das 18 horas, nem pensar. "Se a pessoa souber preparar uma refeição equilibrada, composta de carnes magras, vegetais e pouco carboidrato, sendo estes integrais (complexos), não terá prejuízos para a dieta", finaliza.
  
Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Carboidratos simples e complexos: saiba em qual investir para emagrecer', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo