0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Saiba o que são os alimentos transgênicos

Entenda como e por que algumas plantas são modificadas geneticamente e a polêmica em torno dos alimentos transgênicos

Descubra os prós e os contras de consumir alimentos transgênicos.


Um relatório divulgado recentemente por pesquisadores americanos concluiu alimentos transgênicos não fazem mal a saúde, entretanto, o assunto ainda não foi encerrado, muito menos deixou de ser polêmico.

endocrinologista Lúcia Flávia Carpilovsky, do Hospital Adventista Silvestre, define os alimentos transgênicos como aqueles que são geneticamente modificados. No Brasil, atualmente há uma variedade de plantas que se encaixam neste grupo, tais como a soja, milho, algodão, canela, mandioca, inhame, batata-doce, tabaco, arroz, tomate e trigo.

A especialista destaca pontos positivos e negativos em relação aos transgênicos. Segundo ela, esses alimentos sofrem algum tipo de alteração no DNA que visa o aumento de produção e maior resistência à pragas. Há também alimentos que apresentam maior valor nutricional e ainda maior resistência as agrotóxicos. Além disso, por serem resistentes à pragas que naturalmente os acomete, diminuem a necessidade de uso desses agrotóxicos.

Entretanto, a consequência do consumo de transgênicos tem acarretado várias alterações na cadeia alimentar, como a eliminação de insetos e animais e, com isso, mudanças no ambiente. Também tem se observado aumento de reações alérgicas em várias pessoas e populações, além do aumento de resistência aos antibióticos e o aumento das substâncias tóxicas presentes no organismo.

Como eles são feitos?

Para criar os alimentos transgênicos, são implantados fragmentos DNA de bactérias, vírus ou fungos no DNA da planta. Esses fragmentos contêm genes que codificam a produção de herbicidas e com isso fazem com que as plantas produzam as toxinas contra as pragas da lavoura, não necessitando de certos agrotóxicos. 

Alguns produtos são modificados para que contenham um maior valor nutricional, como o arroz dourado da Suíça, que é muito rico em betacaroteno, que ajuda a combater as doenças por deficiência de vitamina A. Alguns vegetais são modificados para resistirem ao ataque de vírus e fungos, como a batata, o mamão, o feijão e banana. Por fim, outros são modificados para que a produção seja maior ou para alterar o tamanho do vegetal. Existem também alimentos que têm o seu amadurecimento prolongado, resistindo por muito mais tempo após a colheita.

Transgênicos polêmicos

A polêmica em torno deste grupo de alimentos, explica Lúcia, se deve ao fato de que muitos grupos de ambientalistas temem as consequências à longo prazo tanto ambientais quanto patogênicas, sobretudo pela falta de informação sobre o que esses alimentos podem causar no organismo humano. Por outro lado, a produção em maior escala poderia futuramente resolver o problema da escassez de alimentos.

No Brasil, desde 1998, uma liminar proíbe o cultivo comercial de transgênicos sem estudos prévios do impacto ambiental. Além disso, é obrigatório que os alimentos transgênicos sejam identificados: a imagem de com um "T" sobre um triângulo amarelo deve aparecer nos rótulos. Mesmo após o relatório divulgado em benefício aos alimentos transgênicos, a dica ainda é de optar por alimentos orgânicos, cultivados sem agrotóxicos, além de prestar muita atenção nos rótulos dos produtos. 

Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Saiba o que são os alimentos transgênicos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo