0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

A Paixão de Cristo: confirmada sequência de filme dirigido por Mel Gibson

Filme lançado em 2004 foi um sucesso de bilheteria, mas também gerou protestos e acusações de que diretor seria antissemita 

Filme Paixão de Cristo foi sucesso de bilheteria e causou polêmica.


Finalmente foi confirmado que o ator e diretor Mel Gibson está trabalhando em uma sequência do tão aclamado e polêmico filme Paixão de Cristo, mais de uma década depois. A continuação trata da ressurreição de Jesus, a partir do ponto onde terminou o longa lançado em 2004.
 
Quem confirmou os boatos foi o roteirista Randall Wallace em entrevista à revista The Hollywood Reporter. Wallace trabalhou com Mel Gibson em Coração Valente (1995) e também em seu filme mais recente, o inédito Hacksaw Ridge, que fala sobre o médico militar Desmond Doss (1919-2006). 

O roteirista afirmou à publicação que já estava difícil de manter este projeto em segredo. Wallace contou que Gibson e ele começaram a tratar sobre a sequência durante as filmagens de Hacksaw Ridge

Randall Wallace é formado pela Duke University e se especializou em religião, com foco na ressurreição. Durante a entrevista à revista americana ele afirmou que "a paixão é o início, mas há muito mais para contar”.

Paixão de Cristo

Mel Gibson durante filmagens de Paixão de Cristo em 2004.


Apesar da confirmação, um representante de Mel Gibson não quis comentar sobre o envolvimento do diretor com este novo projeto, o que gerou certa dúvida em relação à continuidade.

O filme A Paixão de Cristo ainda é considerado a obra independente de maior sucesso de todos os tempos no cinema americano. Para sua produção foram gastos aproximadamente US$ 30 milhões, mas rendeu mais de US$ 612 milhões em bilheteria no mundo inteiro.

Copyright foto: Philippe Antonello/SIPA

Veja também

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'A Paixão de Cristo: confirmada sequência de filme dirigido por Mel Gibson', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo