0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Conheça os benefícios de 10 esportes olímpicos em que o Brasil tem medalhas

Em tempos de Olimpíadas, se inspire em 10 modalidades em que o Brasil já faturou medalhas para manter a forma

Vôlei é um dos esportes olímpicos maias praticados no Brasil.


O Brasil pode até ser o país do futebol, mas nem por isso deixa de ser um lugar onde também se cultua outros tipos de modalidades esportivas. Muitos esportes olímpicos já conquistaram o pódio, são promessas de medalhas e fizeram adeptos no país.

É o caso do judô, modalidade que mais trouxe medalhas nas Olimpíadas ao Brasil, e o vôlei, carinhosamente chamado de ‘segundo esporte nacional’.  E para celebrar a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 no Brasil, A Revista da Mulher listou os 10 esportes olímpicos nos quais os atletas brasileiros mais se destacaram. 

Confira o gasto calórico e os benefícios destas modalidades esportivas que estarão representadas pelo Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016. 

Copyright foto: iStock

Atletismo

Atletismo: esporte olímpico que trouxe diversas medalhas ao país.


O país sempre se destacou nesta modalidade, que já trouxe, ao todo, 14 medalhas para o Brasil. Caminhada, corrida, saltos à distância e lançamentos de peso fazem parte das modalidades deste esporte olímpico. 

Benefícios: diminuição da pressão no sangue, diminuição do colesterol ruim (LDL), aumento do colesterol bom (HDL), queima de calorias e gordura corporal e melhora dos sistemas respiratório e cardiovascular. 

Gasto calórico: vai depender muito do tipo de modalidade, mas a mais simples, a corrida, pode queimar 600 calorias por hora.

Copyright foto: iStock

Basquete

Basquete: primeiro esporte olímpico coletivo a trazer medalhas ao Brasil.


Primeiro esporte coletivo a dar medalhas ao Brasil em uma Olimpíada, o basquete já ganhou prata e bronze, tanto no feminino quanto no masculino. 

Benefícios: como todo esporte que exige força e explosões de velocidade, melhora o condicionamento cardiovascular. Também desenvolve a inteligência espacial, a socialização e a coordenação motora.

Gasto calórico: média de 400 calorias por partida.

Copyright foto: iStock

Boxe

Boxe já trouxe quatro medalhas olímpicas ao país.


Ao todo, o Brasil tem quatro medalhas na modalidade: uma de bronze no México de 1968 e mais duas de bronze e uma de prata na última Olimpíada, em Londres. Este esporte olímpico virou uma febre nas academias, sendo praticado inclusive por mulheres, em busca de tonicidade muscular e perda calórica.

Benefícios: combate o estresse e trabalha força muscular.

Gasto calórico:  até 660 calorias por hora.

Copyright foto: iStock

Futebol

Futebol: esporte olímpico para o qual o Brasil sonha com o ouro.


O  time de futebol brasileiro já subiu ao pódio, mas o ouro olímpico é um sonho antigo até agora não alcançado. A Seleção masculina tem cinco medalhas de prata e três de bronze, e a feminina duas de pratas.

Benefícios: Trata-se de um esporte com curtas explosões e de atividade intensa, tendo como um dos seus principais benefícios a redução da frequência cardíaca quando se está em repouso. Também é ótimo para a redução da gordura corporal e aumento da força e massa muscular.

Gasto calórico: em 90 minutos de partida, o gasto médio pode chegar a 810 calorias.

Copyright foto: iStock

Ginástica Artística (GA)

Ginástica artística é um esporte olímpico bom para modelar os músculos.


Apesar de o esporte olímpico ter trazido somente uma medalha para o Brasil, ouro com Arthur Zanetti nas argolas, em Londres 2012, nomes como Diego Hipólito e Daiane dos Santos estão na lista de atletas consagrados brasileiros.
  
Benefícios: é excelente para ser praticado desde a infância, por ter um alto poder de desenvolver a capacidade motora. Com devida orientação, adultos também podem praticar o esporte olímpico que desenvolve capacidades como força, flexibilidade e controle corporal. 

Gasto calórico: 360 calorias por hora.

Copyright foto: iStock

Judô

Judô: esporte olímpico que mais trouxe medalhas ao Brasil.


É o esporte olímpico que mais trouxe medalhas ao Brasil. Ao todo, são 3 de ouro, 3 de prata e 13 de bronze. A enorme colonização japonesa no Brasil é uma das influências da popularidade do judô. 

Benefícios: ajuda a desenvolver o poder de concentração e coordenação motora. Por se tratar de uma arte marcial oriental, também ajuda a desenvolver o equilíbrio entre corpo e mente.

Gasto calórico: até 300 calorias por hora de prática.

Copyright foto: iStock

Natação

natação: esporte olímpico sem contraindicações.


São, ao todo, 13 medalhas ao país neste esporte olímpico, sendo uma de ouro – conquistada no épico 50m livre de Cesar Cielo, em Pequim 2008. O Brasil tem ainda quatro medalhas olímpicas de prata e oito de bronze na natação.

Benefícios: a natação é uma atividade aeróbica sem impacto, não tem restrição de idade, peso e é recomendada mesmo para quem tem problemas em articulações. Além melhorar a capacidade de respiração, tonifica a musculatura e ajuda a emagrecer.

Gasto calórico: 500 calorias por hora em média.

Copyright foto: iStock

Remo

Remo: esporte olímpico completo que também faz bem à mente.


O Brasil possui apenas uma medalha na modalidade, de prata, conquistada nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, mas o esporte é popular e pode até ser praticado dentro de academias, em aparelhos de remo a seco.

Benefícios: considerado um dos esportesmais completos do mundo, a modalidade melhorar a postura, aumenta a resistência física e trabalha os músculos do abdômen, proporcionando a tão sonhada barriga de tanquinho. Flexibilidade, coordenação motora e baixo risco de lesões completam os benefícios deste esporte olímpico. 

Gasto calórico: 660 calorias por hora em média.

Copyright foto: iStock

Vela

Vela é um esporte olímpico semelhante ao windsurf, praticado com frequência pelos brasileiros.


A vela já conquistou 17 pódios em Jogos Olímpicos para o Brasil é o esporte olímpico que mais deu medalhas ouro ao país. No dia a dia, pode-se investir no windsurf, que representa bem a modalidade e é mais acessível. O esporte pode ser praticado no mar, em lagoas ou lagos Brasil a fora.

Benefícios: entre os principais benefícios está a queima de gordura e fortalecimento da região abdominal. Sem contar que o esporte, praticado ao ar livre e no mar, combate o estresse de forma natural.

Gasto calórico: 420 calorias por hora em média.

Copyright foto: iStock

Vôlei

Vôlei: esporte olímpico que sobe ao pódio em todos os Jogos desde 1992.


O esporte olímpico começou a ser consagrado no Brasil a partir dos anos 1980, quando começaram a surgir as primeiras medalhas de prata. Na década seguinte, veio o primeiro ouro para seleção masculina, em Barcelona 1992. A partir de então, não houve uma Olimpíada em que o Brasil tenha ficado fora do pódio. Tanto na disputa nas quadras, quanto na areia.

Benefícios: tonifica pernas e braços e seca a gordura localizada do corpo. Tríceps, abdominais e musculatura dos antebraços são muito exigidos. E como os membros inferiores ficam em constante movimento, acaba trabalhando o corpo todo.

Gasto calórico: 360 calórias, em média, por hora de atividade.

Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Conheça os benefícios de 10 esportes olímpicos em que o Brasil tem medalhas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo