2
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Anemia na gravidez: saiba quais são as causas, sintomas, tratamentos e como evitar

Déficit de ferro no organismo afeta boa parcela das gestantes e pode trazer problemas para a futura mamãe

Na maioria dos casos, o tratamento para a anemia na gravidez é pela alimentação.


A deficiência de ferro no organismo é o principal responsável por casos de anemia na gravidez (também conhecida como ferropriva). Dados do Ministério da Saúde afirmam que, no Brasil, cerca de 25% das gestantes apresentam anemia em algum grau. A causa é a deficiência de ferro no organismo, que pode prejudicar o feto. E o tratamento mais indicado é simples:  uma alimentação adequada.

De acordo com o ginecologista e obstetra Bruno Fernandes Gouveia, o ferro é responsável pela produção de hemoglobinas (proteínas que levam oxigênio às células) e tem função importantíssima durante a gravidez. Uma delas é reforçar a  imunidade da gestante.

Anemia na gravidez: principais causas

Para garantir seu bom funcionamento, o corpo humano necessita entre 15 a 18 miligramas de ferro por dia. Mas a necessidade diária de ferro aumenta para 27 miligramas quando se está grávida. Isso acontece por causa da formação do bebê no útero, responsável pelo aumento de fluxo sanguíneo da mulher.

“A necessidade de ferro vai aumentando com o passar do tempo de gestação”, lembra ainda o ginecologista Bruno Gouveia. Geralmente o ferro é absorvido através de uma alimentação equilibrada. Quando a gestante não consome alimentos capazes de suprir esta necessidade diária, corre o risco de sofrer de anemia na gravidez.

Outros fatores menos incidentes, mas que podem levar à anemia na gravidez, são casos de gestações muito próximas uma da outra, além da gravidez de gêmeos e também um fluxo menstrual intenso pouco antes da gestação.

Sintomas e diagnóstico da anemia na gravidez

O médico ginecologista Bruno Fernandes Gouveia explica que os principais sintomas da anemia na gravidez são:

  • sensação de cansaço extremo;
  • sono excessivo;
  • apatia e abatimento;
  • branqueamento das mucosas nas gengivas e parte interna do olho.

“Acontece muito também casos nos quais a gestante está com anemia mas não apresenta qualquer sintoma. Daí a necessidade de uma avaliação médica detalhada e a realização de exames frequentes”, reforça Gouveia.

Normalmente, o ginecologista solicita exames regulares que podem detectar uma baixa de ferro no sangue e apontar a urgência em corrigir o problema. “O hemograma é feito com frequência durante na gestação. É através dele que conseguimos confirmar se está tudo bem com a gestante e, por consequência, com o bebê também", completa o médico.

Alimentação é tratamento para anemia na gravidez

Na maioria dos casos, a anemia na gravidez é bem simples de ser tratada: basta uma adequação da alimentação. Principalmente através da retirada de certos alimentos do cardápio da gestante, como o café, que dificultam a absorção do ferro. E, claro, a inclusão de outros alimentos ricos no nutriente.

“Em alguns casos pode ser indicada a suplementação alimentar para garantir que a gestante está ingerindo uma quantidade satisfatória de ferro. Principalmente para aquelas que apresentam alguma dificuldade de absorção desta substância”, explica.

Para evitar a anemia na gravidez, ou em qualquer outro período, é importante garantir a presença de alimentos ricos em ferro na dieta da futura mamãe, como as verduras de cor verde-escura, carnes vermelhas, castanhas, entre outros.

Também é importante reforçar o quanto é indispensável o pré-natal feito de maneira correta, até o fim da gravidez. Assim, o profissional de saúde pode acompanhar de perto o desenvolvimento da criança no ventre da mamãe e assegurar que tudo correrá bem até o parto.

Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Anemia na gravidez: saiba quais são as causas, sintomas, tratamentos e como evitar', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo