1
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Café verde: o grão que acelera o metabolismo

Poderoso termogênico, o café verde auxilia no processo de emagrecimento, além de equilibrar os níveis de açúcar no sangue

O café verde traz mais energia ao corpo e melhora a capacidade de atenção.


Destaque entre as mulheres que buscam perder peso, o café verde ganha casa vez mais espaço por conta do seu alto poder termogênico. O produto nada mais é do que o grão do café antes de ser torrado, ou seja, o alimento in natura. Dessa forma, ele é capaz de acelerar o metabolismo, devido à concentração de cafeína (duas vezes mais na comparação com o grão torrado) e antioxidantes. 

E com o metabolismo lá em cima, aliado ao poder da cafeína de oxidar as gorduras, ajudando a elimina-las mais facilmente, o resultado é um só: a perda de peso. Mas claro que isso só é possível se aliada a uma rotina de exercícios físicos e alimentação saudável.

Níveis de açúcar no sangue

O café verde também auxilia no controle do diabetes. “Alguns estudos sugerem que o ácido clorogênico, encontrado no grão, diminui a absorção de glicose no intestino, além de participar do metabolismo dos açúcares, inibindo a enzima glicose-6-fosfatase, que libera os açúcares do fígado para a corrente sanguínea”, explica Liliane Rocha, nutricionista.

O resultado dessa ação é a redução dos níveis de glicose no organismo, controlando o diabetes. Sem esquecer que o açúcar em excesso no corpo é transformado em gordura. Portanto, com a redução dessa substância, diminui-se também a quantidade de gordura localizada. Ponto para o emagrecimento!

Mais disposição

A alta quantidade de cafeína e antioxidantes ainda trazem mais benefícios ao organismo de quem consome o café verde: dá energia e melhora a concentração. Isso acontece porque as duas substâncias atuam de modo a impedir a ação das adenosinas, elementos responsáveis por ativar a sensação de sono e cansaço no organismo.

E o trabalho dos antioxidantes não para por ai. Eles também eliminam os radicais livres presentes no corpo. “Dessa forma, podemos dizer que o café verde ajuda na prevenção ao envelhecimento precoce e a manter o sistema imunológico forte”, afirma Larissa Moretti, nutricionista. 

Quantidade ideal de café verde

De acordo com Larissa Moretti, o consumo diário pode variar de pessoa para pessoa, mas a média ideal é de 200mg. E é possível encontrar o café verde em cápsulas ou em pó, sendo a última versão a mais confiável. 

A justificativa é que, nas pílulas, não dá para saber o que exatamente foi colocado dentro no produto. “Os estudos sobre o grão ainda são recentes, por isso é necessária cautela ao utilizar. Consulte sempre um nutricionista ou médico antes de tomar”, enfatiza a nutricionista.

E nem pensar em ultrapassar o valor recomendado. Isso porque os efeitos colaterais são diversos, como aumento da pressão arterial, nervosismo, irritação no estomago, problemas reumáticos e hepáticos.

Além disso, existem os grupos de risco. “O consumo do café verde não é indicado para pessoas com hipertensão, tendência ao nervosismo, hipertireoidismo, gastrite crônica, úlceras gastroduodenais, e problemas hepáticos. Exatamente pela alta concentração de cafeína”, finaliza Liliane.

Copyright foto: iStock
 

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Café verde: o grão que acelera o metabolismo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo